Qual é a diferença entre vasinhos, microvarizes e varizes? Especialista explica!

  • +A
  • -A

Você sabe a diferença entre vasinhos, microvarizes e varizes? As varizes são um problema para muitas pessoas e podem causar dor e desconforto. No entanto, é importante lembrar que nem todas as varizes são iguais. Existem ainda as microvarizes e até mesmo os vasinhos nas pernas, que têm pequenas diferenças entre si. Para entender melhor quais são as peculiaridades de cada um, convidamos a cirurgiã vascular Caroline Rotter para explicar o assunto!

Qual a diferença entre varizes e microvarizes?

De acordo com Dra. Caroline, a diferença principal entre os vasinhos, as microvarizes e as varizes são a gradação do problema: “Existem diversos graus de evolução da doença e, para diferenciá-los, foram criados termos não técnicos que facilitam o entendimento tanto do tratamento de varizes quanto do estágio da doença. Dentre esses termos, podemos citar: vasinhos, microvarizes e varizes”.

Segundo a especialista, elas são diferenciadas pelo tamanho. “As varizes propriamente ditas se desenvolvem nas veias safenas e suas tributárias ou nas chamadas veias reticulares, que são mais profundas e calibrosas. Elas costumam ter diâmetros que podem variar entre 2 milímetros ou mais e podem ser visíveis ou palpáveis a depender do calibre e do grau de evolução da doença”, diz a médica. 

As veias acometidas por vasinhos e microvarizes, entretanto, recebem outro nome: “São as chamadas teleangiectasias no linguajar técnico, ou seja, veias pequenas, mas visíveis a olho nu e que muitas vezes trazem desconforto estético para os pacientes. Como características, podemos encontrar diferentes colorações, desde mais avermelhadas e arroxeadas a esverdeadas, e diâmetros entre 0,1mm e 1mm”.

Varizes e vasinhos nas pernas podem ser hereditários

A cirurgiã vascular explica que vasinhos e microvarizes não se transformam em varizes maiores, já que aumentam em quantidade e não em calibre. O que causa vasinhos nas pernas e outros tipos de varizes, entretanto, pode variar: “As varizes têm um componente hereditário e uma predisposição individual para o seu aparecimento. Existem alguns fatores que podem piorá-los: ganho de peso, terapia estrogênica, exposição solar, sedentarismo e até mesmo a gestação”. Ainda assim, Dra. Caroline reforça que é possível evitar o problema com atividades físicas, uso de meia de compressão e protetor solar. 

Mas como tratar microvarizes, varizes e vasinhos? Segundo a especialista, o tratamento é individualizado e demanda a avaliação de um cirurgião vascular: “Na maioria das vezes, veias menores que 2mm podem ser tratadas em consultório com substâncias que fecham o vaso (escleroterapia) ou combinando esta técnica com laser transdérmico. As veias maiores que 2mm geralmente são de tratamento cirúrgico, que pode também ser combinado com escleroterapia”.

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Caroline Rotter

Dra. Caroline Rotter

Cirurgia Vascular

CRM: 175781 / SP

TAGS
circulacao
varizes

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Qual é a diferença entre vasinhos, microvarizes e varizes? Especialista explica!"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.