AchèAchè
    search
    Título

    Exercícios físicos e perda de peso ajudam no tratamento de varizes?

    Uncategorized

    Por

    Conviver com varizes pode ser penoso para muitas pessoas devido à dor, ao desconforto e à possibilidade de afetar a qualidade de vida e a autoestima. Essa doença é caracterizada pelas veias dilatadas e tortuosas, localizadas em sua grande maioria na região das pernas. Alguns fatores, como o sobrepeso e o sedentarismo, podem afetar o controle da doença. Será, então, que a prática de atividades físicas e a manutenção de um peso adequado ajudam no tratamento de varizes? O cirurgião vascular Lucas Rodrigues esclareceu os benefícios.

    Exercícios físicos de média intensidade podem aliviar sintomas

    Não é preciso ter varizes para entender a necessidade de praticar exercícios físicos com regularidade. Como explica o cirurgião vascular, se movimentar previne uma infinidade de doenças: “Melhora as funções cardíaca e respiratória, diminui a ação de células inflamatórias, ajuda no controle da pressão arterial, dentre milhares de outros benefícios”. Para quem sofre com as varizes nas pernas ou em outras regiões do corpo, largar o sedentarismo é também é de extrema importância. 

    “A atividade física otimiza o fluxo venoso, mais especificamente pela contração dos músculos das pernas. O principal deles é a panturrilha, referida por alguns autores como o ‘segundo coração’, devido à grande capacidade que esse grupo muscular tem de impulsionar o sangue venoso para frente”, diz Dr. Rodrigues. “A musculatura bem desenvolvida e um condicionamento cardiovascular adequado ajudam no fluxo venoso dos membros inferiores, até nos momentos de repouso”, afirma o médico. 

    De acordo com o especialista, os melhores tipos de atividade física para quem convive com a doença são os de baixa ou média intensidade: “Alguns estudos sugerem atividade na água, outros reforçam mais a bicicleta e a caminhada. Fato é que existe a recomendação de que se pratique atividades físicas de forma regular, com o objetivo de controlar essa doença”. Em contrapartida, exercícios de alto rendimento devem ser evitados. “Exercícios mais vigorosos, como maratona ou halterofilismo, podem piorar a evolução das varizes”, alerta o cirurgião vascular.

    Sobrepeso causa mais dor em quem sofre com varizes

    O excesso de peso também é um fator de risco para o surgimento das varizes, segundo Dr. Rodrigues: “Hoje em dia, o sobrepeso é reconhecido como um fator de risco para o paciente desenvolver varizes e até evoluir para formas mais graves da doença. Entendemos que o peso abdominal aumenta a pressão do sistema venoso abdominal, dificultando a drenagem do sangue das pernas para o coração. Este sangue retido pode contribuir para as veias evoluírem com um certo ‘desgaste’ e ficarem insuficientes. Além disso, a gordura subcutânea é inflamatória, o que pode aumentar a intensidade dos sintomas de dor, o edema e a evolução para dermatites ou úlceras”.

    De acordo com Dr. Rodrigues, o tratamento de varizes e cuidados diários com a doença devem seguir alguns princípios básicos, para além da mudança de estilo de vida, como alimentação balanceada e exercícios físicos:

    – Compressão elástica nos membros inferiores: “A forma mais conhecida e recomendada é pelo uso das meias elásticas”;
    – terapia farmacológica: “Existem algumas medicações que podem aliviar os sintomas e ajudar na cicatrização das feridas estimuladas pelas varizes. A indicação de cada uma delas é feita de forma individualizada”;
    – cirurgia: “Principalmente se o paciente apresenta varizes de grosso calibre ou naquelas que evoluíram com complicações da doença (úlceras e dermatites), já foi comprovado que a melhora no curto e no longo prazo é mais efetiva com o auxílio do tratamento cirúrgico (sempre associado aos três itens detalhados acima)”, finaliza o profissional.

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes