AchèAchè
    search
    Título

    Asma: por que a poeira e substâncias como a fumaça de cigarro podem causar crises?

    Asma e Bronquite
    Sintomas

    Por

    A asma é uma das doenças respiratórias mais comuns, segundo o Ministério da Saúde. Ela inflama as vias aéreas e dificulta a passagem de ar para os pulmões. Como consequência, as pessoas podem apresentar falta de ar, chiado no peito, tosse e sudorese. Algumas substâncias, como a poeira e a fumaça do cigarro, ao entrar em contato com o sistema respiratório, são capazes de desencadear novas crises da doença.

    Fumaça do cigarro deixa as vias aéreas irritadas


    De acordo com o pneumologista José Eduardo Martinelli, há duas categorias de substâncias que podem facilitar uma crise de asma: os alérgenos e os irritantes de via aérea. “A poeira é um alérgeno. Quando falamos em poeira, temos que considerar a domiciliar, que contém ácaro e que, uma vez inalada, desencadeia uma crise quase imediata de broncoespasmo“, afirma o médico. São substâncias estranhas e que, em algumas pessoas, geram uma reação exagerada de inflamação dos brônquios.

    A fumaça do cigarro, assim como o ar gelado dos aparelhos de ar-condicionado e a mudança brusca de temperatura, pertencem à categoria dos irritantes de via aérea. Essas substâncias provocam uma irritação e, dependendo de sua intensidade, podem desencadear uma crise de asma. Os perfumes também estão nessa categoria.

    Prevenção e o tratamento da asma


    Segundo o médico, a melhor forma de evitar uma crise de asma é
    apostar na prevenção: “Evitar o contato com alérgenos ou irritantes que o paciente sabidamente conhece. Evitar odores fortes como perfumes, inseticidas, tintas e produtos de limpeza, evitar determinados alimentos, principalmente os que contêm corantes vermelho ou amarelo, e evitar medicamentos com ácido acetilsalicílico e outros anti-inflamatórios“.
    O tratamento deve ser feito com com o uso contínuo de corticosteroides, que ajudam a reduzir a intensidade e a frequência das crises. Para o caso de uma crise acontecer, o pneumologista pode indicar o uso de medicação broncodilatadora para, em caráter emergencial, abrir as vias respiratórias do paciente e garantir maior passagem de ar. Para o dia a dia, também é importante evitar os alérgenos e irritantes, assim como se vacinar, manter a casa e o ambiente de trabalho limpos e praticar atividades físicas.
    Foto: Shutterstock
    Dados dos Ministério da Saúde: http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/asma

    Newsletter
    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes