search
    Título

    A endometriose tem cura? Conversamos com um especialista!

    Uncategorized

    Por

    A endometriose é uma doença caracterizada pelo crescimento do tecido que reveste a cavidade uterina e pode afetar todos os órgãos do corpo, mas é encontrada, principalmente, na região pélvica. O Ministério da Saúde estima que 10% das mulheres sexualmente ativas tenham endometriose. Já entre as mulheres inférteis, o índice é mais alto, entre 30 e 60%. A doença também pode provocar cólica menstrual forte, dor pélvica, dor durante a evacuação, especialmente no período menstrual, e pode levar à infertilidade.  Por isso, muitos pacientes se perguntam se a endometriose tem cura.

    A endometriose pode ser bem controlada


    No entanto, há uma boa notícia: o problema pode ser controlado. O planejamento do tratamento da endometriose baseia-se no estadiamento, idade da paciente, severidade dos sintomas, desejo de gravidez, resposta ao tratamento anterior.  “O tratamento clínico é recomendado tanto no pré quanto pós-operatório”, afirma o ginecologista Maurício Mieli, que complementa dizendo que os resultados são bons após curto ou médio prazo, na maioria dos casos.

    Os tratamentos hormonais para endometriose têm como objetivo o controle da dor e a melhora da qualidade de vida. Os mais utilizados, segundo o médico, são análogos do hormônio liberador de gonadotrofina (GnRH), progesterona e contraceptivos orais combinados que podem suprimir a menstruação. Medicamentos para diminuir a dor também costumam ser prescritos, dependendo do caso. Algumas práticas do dia a dia também colaboram para reduzir os incômodos, o uso de compressas quentes é uma das orientações.

    Tratamento cirúrgico pode ser indicado em casos graves


    Em alguns casos, mesmo com tratamento clínico, o ginecologista pode recomendar a realização de cirurgia. O tratamento cirúrgico é indicado na falha da resposta terapêutica clínica, nos casos mais graves da doença e também nas pacientes com infertilidade. “
    As técnicas são variadas e sempre serão adaptadas às possibilidades dos locais e das equipes que farão as cirurgias”, completa Mieli. Preferencialmente, o procedimento deve ser realizado por laparoscopia e com uma equipe multidisciplinar.

    A laparoscopia é uma cirurgia realizada por vídeo com objetivo de remover os focos de endometriose e de cistos por ela provocados. Em alguns casos mais graves, no entanto, pode ser necessário remover órgãos da região pélvica, como útero, ovários e trompas, indicado para mulheres que já têm filhos e que não responderam bem aos tratamentos anteriores.


    Foto: Shutterstock
    Dados do Ministério da Saúde: http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2014/abril/02/pcdt-endometriose-retificado-livro-2010.pdf

    Newsletter
    Compartilhamento

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes