AchèAchè
    search
    Título

    Varizes: Costureira alivia dor nas pernas com tratamento e pode voltar a trabalhar

    Uncategorized

    Por

    Segundo a Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), estudos nacionais apontam que 37,5% dos brasileiros sofrem com varizesveias superficiais que se dilatam, entortam e causam sensação de queimação nas pernas devido a problemas na circulação do sangue. Necilda R. de O., de São João da Lapa (MG), na Região Metropolitana de Belo Horizonte, faz parte desse grupo, mas com tratamento, conseguiu controlar as dores intensas causadas pela doença e dar a volta por cima.

    Gravidez e histórico familiar facilitam o surgimento de varizes


    “Eu tenho varizes desde muito nova, por volta dos 20 anos de idade. É um problema hereditário”, afirma Necilda, hoje com 54 anos, que lembra que sua mãe também tinha a condição. O histórico familiar é um dos principais
    fatores de risco das varizes, assim como gravidez, idade avançada, excesso de peso e ser do sexo feminino.
    A mineira somente procurou ajuda médica há cerca de um ano, quando as dores provocadas pelo problema se tornaram tão intensas que ela teve que abandonar seu trabalho como costureira. Ela precisava ficar sentada por muitas horas ao longo do dia, o que agravou as varizes. Agora, ela atua por conta própria e pode alternar entre permanecer sentada e ficar em pé, uma parte importante do tratamento.

    Como é feito o tratamento das varizes?


    O tratamento proposto por seu angiologista é feito com o uso de medicações que ajudaram a amenizar e a controlar a dor, mas Necilda deverá ainda fazer uma cirurgia para resolver o problema. Além disso, o médico indicou a
    prática diária de caminhadas, conselho que a mineira segue rigorosamente.
    Segundo o angiologista Ricardo Nobili, as caminhadas são muito importantes para o controle dos sintomas das varizes: “Para melhorar os sintomas, devemos fazer atividades físicas regularmente, como caminhadas, hidroginástica e natação”. O médico cita ainda outras medidas: “Devemos manter o peso dentro dos padrões de normalidade, repousar com elevação dos membros inferiores e usar meias elásticas“.
    Dados da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV): http://www.sbacv.com.br/imprensa/releases/campanha-alerta-para-riscos-de-tratar-varizes-e-vasinhos-nas-pernas-inadequadamente

    Newsletter
    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes