search
    Título

    Qual o papel da alimentação no reforço do sistema imunológico das crianças?

    Cuidados e Bem-estar
    Saúde Infantil

    Por

    O funcionamento do sistema imunológico das crianças é de extrema importância para a saúde do corpo, prevenindo uma série de doenças e infecções. Para seu reforço, os médicos recomendam que os pais sigam o calendário de vacinação e estimulem seus filhos a manter hábitos de higiene. Outro conselho dos pediatras é manter uma boa alimentação, que também exerce papel essencial na manutenção da imunidade.

    Boa alimentação deixa crianças resistentes a gripes e resfriados


    “Uma
    criança que alimenta-se bem, com uma alimentação balanceada (e quando digo balanceada, refiro-me à quantidade e qualidade), recebe todos os tipos de nutrientes e, dessa forma, todos seus sistemas, inclusive o imunológico, funcionarão melhor”, afirma a pediatra Ana Paula Eyama Imai. A criança será mais resistente a infecções, como gripes e resfriados, e conseguirá melhorar mais rápido quando ficar doente.
    Segundo a profissional, uma alimentação adequada ajudará a criança a se prevenir de uma infinidade de doenças, tanto na infância quanto na vida adulta: “Desde a obesidade, diabetes, hipertensão arterial e alterações de colesterol a doenças intestinais, renais e gástricas. Praticamente todos os sistemas podem ser afetados direta ou indiretamente por erros alimentares ao longo da vida”.

    Pais devem dar bons exemplos e ficar atentos aos sinais de má alimentação


    A recomendação dos especialistas é oferecer para as crianças refeições com variedade de alimentos e preparações, incentivando o consumo de frutas, verduras e legumes. Para isso, os pais podem consultar um nutricionista para tirar dúvidas, mas devem, antes de tudo, dar o exemplo. Além disso, é necessário também reduzir a presença de produtos industrializados, principalmente com excesso de gorduras, sal e açúcares.

    Os pais devem ficar atentos aos filhos, pois o organismo das crianças costuma dar sinais de que a alimentação não está adequada, seja para manter o sistema imunológico em pleno funcionamento ou até mesmo levando a dificuldades de concentração e baixo desempenho na escola. “Crianças que comem pouco, aquelas que têm dietas monótonas ou comem alimentos pobres em nutrientes ficam doentes com maior frequência”, complementa Ana Paula.
    Foto: Shutterstock

    Newsletter
    Compartilhamento

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes