search
    Título

    Como funciona o sistema imunológico do corpo humano?

    Baixa Imunidade
    Cuidados e Bem-estar

    Por

    Numa guerra, quando um país sofre uma invasão, existem soldados e uma organização militar responsáveis por proteger o território e os habitantes que nele habitam. O corpo humano funciona de maneira similar. Quem protege o organismo é o sistema imunológico. É ele o grande responsável por cuidar do ataque a agentes invasores e de administrar reações do próprio corpo.

    “A função mais conhecida do sistema imunológico é a de nos proteger de agentes infecciosos, mas também de células anômalas e de doenças autoimunes”, conta a alergologista e imunologista Ekaterini Goudouris. Entre os invasores estão vírus, fungos, bactérias e protozoários, responsáveis por doenças, como a gripe e a meningite.

    O início da batalha

    Segundo Ekaterini, diante de uma ameaça, o sistema imunológico reage, procurando neutralizar e isolar agentes estranhos ao corpo. “Esta atitude promove um processo inflamatório, que faz parte, até certo ponto, da defesa do organismo, e estimula a fabricação de anticorpos e células contra estes agentes estranhos”, afirma a imunologista.

    A defesa do corpo é extremamente organizada. O sistema imunológico é composto por várias células e cada uma exerce uma função específica. Os macrófagos, por exemplo, capturam os invasores e alertam o organismo, enquanto os linfócitos identificam as células estranhas e iniciam a produção de anticorpos.

    Eliminando o inimigo

    Depois da identificação, o corpo vai ao ataque com a ajuda dos anticorpos, glicoproteínas que se ligam ao invasor. O próximo passo é feito pelos macrófagos, que englobam o inimigo e destroem-no. Os locais em que há acúmulo de células de defesa sofrem um processo de inflamação, uma forma do corpo criar um ambiente propício para que o sistema atue contra os invasores.

    Se o sistema imunológico não é forte o suficiente, os quadros infecciosos podem se agravar e dificultar o tratamento. Alguns desses casos se encaixam nas imunodeficiências primárias, um grupo de mais de 250 doenças, que se manifestam principalmente na infância, sob a forma de infecções, tumores, doenças autoimunes e processos inflamatórios.

    Dra. Ekaterini Goudouris é alergologista e imunologista formada pela UFRJ e atua no Rio de Janeiro. CRM-RJ: 494090

    Newsletter
    Compartilhamento

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes