search
    Título

    Por que a lisina pode prevenir o surgimento do herpes?

    Uncategorized

    Por

    O herpes é uma infecção causada pelo vírus herpes simples. Os principais sintomas são bolhas e feridas com líquido em seu interior, que surgem nos lábios, na área ao seu redor e na região genital. Muitos dermatologistas vêm recomendando o tratamento da infecção com o uso da lisina, que pode prevenir o surgimento de novas crises do herpes.

    Lisina aumenta intervalo entre crises do herpes


    “A
    lisina é um aminoácido que pode ser encontrado em diversos alimentos e é muito conhecida por suas propriedades antivirais”, diz o dermatologista Bruno Vargas. A lisina age reprimindo a multiplicação do vírus do herpes. Como consequência, a substância acaba não só diminuindo a frequência dos episódios da infecção, mas também, quando a crise surge, reduzindo a gravidade dos sintomas e o tempo necessário para as feridas cicatrizarem.

    Suplementação de lisina deve ser recomendada por médico


    “A
    lisina é muito encontrada em alimentos, como leite, soja, peru, ovos, carne vermelha, peixe e queijo”, afirma o profissional. Antes de iniciar o consumo da lisina, é importante consultar um especialista, até mesmo para conhecer outras formas de tratamento.
    Segundo o médico, a principal forma de transmissão do vírus do herpes é o contato direto com a ferida ou com algum objeto infectado. No entanto, a lisina não é capaz de evitar o contágio da doença. Isso é feito com medidas adotadas no dia a dia, como não tocar nas feridas, não compartilhar objetos pessoais e não beijar pessoas com lesões ativas.
    Foto: Shutterstock

    Newsletter
    Compartilhamento

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes