AchèAchè
    search
    Título

    O paciente é capaz de perceber uma crise de asma antes dela se instalar?

    Asma e Bronquite

    Por

    A asma é um problema respiratório bastante comum: segundo a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), as estimativas apontam para 20 milhões de asmáticos no Brasil. Uma das principais características da doença são as crises de falta de ar e tosse. Será que o paciente consegue perceber a chegada de uma crise de asma e, assim, agir antes de sua instalação completa? Confira!

    Falta de ar e tosse são sintomas da crise de asma

     

    De acordo com o pneumologista José Eduardo Martinelli, em muitos casos, o paciente é capaz de perceber a aproximação de uma crise de asma. “Existem dois tipos de manifestação. A crise mais lenta leva até dois dias para se manifestar plenamente. Você tem um quadro que começa com coriza, coceira no céu da boca e lacrimejar de olhos e, com o passar dos dias, surge o chiado, a tosse e a falta de ar”, explica o médico.

    O outro tipo de manifestação da asma é a crise de instalação extremamente rápida. “Em questão de horas, a pessoa já está em insuficiência respiratória”, alerta o especialista. Nestes casos mais graves, o paciente pode apresentar suor excessivo, tontura, ansiedade e uma intensa falta de ar.

    O que fazer diante de uma crise de asma?


    Quem tem crises de asma com frequência deve conversar com um pneumologista sobre o uso de medicamentos capazes de aliviar os sintomas da crise. “O paciente precisa carregar consigo uma medicação de ação rápida capaz de retardar ou amenizar a crise até conseguir chegar em um pronto-socorro”, indica Dr. Martinelli.

    No entanto, o especialista lembra que prevenir é melhor do que remediar e, por isso, recomenda a adoção de medidas capazes de impedir a crise de asma: “Para evitar as crises, é preciso fazer a prevenção, evitando o contato com substâncias que são desencadeadoras de crise, como pó, cheiro de tinta e de mofo, perfumes e alimentos com corante”. É fundamental também seguir o tratamento corretamente e fazer exercícios físicos.

     

    Dados da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT): https://sbpt.org.br/portal/espaco-saude-respiratoria-asma/

    Foto: Getty Images

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes