AchèAchè
    search
    Título

    Quais são os tipos de endometriose que existem?

    Endometriose
    Sintomas

    Por Dra. Fernanda Torras

    21 de agosto de 2018

    A endometriose pode ser classificada em alguns tipos, de acordo com os sintomas, grau de intensidade dos mesmo e local de acometimento. Há muitas formas de manifestação e as mais observadas são a endometriose superficial, a endometriose ovariana e a endometriose profunda.

    Tipos de endometriose mais comuns


    “A endometriose superficial é o tipo mais comum e afeta todo o peritônio da pelve, uma membrana que recobre os órgãos dentro da barriga. Pode atingir a superfície dos ovários, das tubas, da bexiga e do próprio útero, dentre outros locais. Ela penetra menos que 5 milímetros em relação à superfície. Uma simples cauterização pode eliminá-la”, afirma a ginecologista Fernanda Torras.

    A endometriose ovariana se manifesta com cistos/nódulos, os quais se formam a partir do sangue que se aloja no local durante o ciclo menstrual. Dependendo do tamanho dos cistos, a mulher pode vir a ficar infértil. Por conta desse risco, muitas vezes é preciso que os nódulos formados sejam retirados para que o tratamento seja eficaz.
    Por fim, a endometriose profunda (ou infiltrativa) acomete peritônio com mais de 5 milímetros de profundidade. “Este tipo de manifestação da doença afeta, por exemplo, as regiões paracervicais (ao lado do colo uterino), intestino e ligamentos uterinos”, diz a médica. A endometriose profunda é considerada a mais grave, tendo em vista que os sintomas apresentados são mais intensos e frequentes.  

    Os sintomas da endometriose


    Os sintomas da endometriose variam de acordo com o tipo e região acometida. Eles podem ser: cólicas menstruais frequentes e intensas;
    dores abdominais fortes no período pré-menstrual; sangramento intenso e abundante durante a menstruação; presença de nódulos ou cistos na palpação abdominal; sensação de dor durante a micção; dor nas relações sexuais; constipação e dor intestinal; náuseas e vômitos durante os quadros mais graves de dor.
    Dra. Fernanda Torras é graduada em medicina com residência médica em ginecologia obstetrícia na Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Possui pós-graduação em mastologia e oncoplastia mamária também pela Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. CRM: 130.332 – drafernandatorras.com.br
    Foto: Shutterstock

    Newsletter
    Tags
    endometriose
    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes