AchèAchè
    search
    Título

    Quais grupos são mais suscetíveis a ter olhos secos?

    Uncategorized

    Por

    Olhos secos é uma das principais doenças capazes de afetar a saúde ocular. A condição pode ser crônica e é mais comum em alguns grupos de pessoas mais suscetíveis. O oftalmologista Sérgio Felberg conversou com a redação do Cuidados Pela Vida e esclareceu sobre o que pode ser a origem da síndrome do olho seco e quem pode tê-la com mais facilidade. Entenda!

    Estar na menopausa é fator de risco para síndrome do olho seco

     

    De acordo com Dr. Felberg, a síndrome do olho seco tem sua origem multifatorial, podendo ser causada por mais de uma situação simultânea, capaz de alterar a quantidade de lágrima ou a qualidade do filme lacrimal. “O envelhecimento pode estar associado ao olho seco em pessoas de ambos os sexos devido à atrofia progressiva das glândulas produtoras de lágrimas e à frouxidão e à flacidez da pálpebra”, explica o médico, que continua: “No entanto, mulheres são mais suscetíveis que os homens em função das alterações hormonais causadas pela menopausa. Pessoas com pele oleosa e dermatite seborreica também podem ter olhos secos”.

    Outra causa comum levantada pelo oftalmologista é o uso constante de certos tipos de medicamentos, bem como doenças: “Um grupo grande de doenças, principalmente as autoimunes, está associado a uma maior incidência de ressecamento ocular. Medicamentos utilizados para o tratamento da depressão, ansiedade, epilepsia, acne e contracepção podem deixar os olhos secos. Também são suscetíveis pessoas que fazem uso considerado abusivo dos equipamentos eletrônicos ou que trabalham e vivem em ambientes com ar-condicionado, ar poluído ou rarefeito”.

    Como evitar olhos secos?

     

    Dr. Felberg enfatiza que, primeiramente, um oftalmologista deve ser consultado para avaliar o caso: “Diversas condições oculares simulam quadros que parecem associados ao olho seco, mas na realidade não são. O oftalmologista, por meio de uma série de avaliações e testes apropriados, é capaz não só de diagnosticar o quadro de ressecamento ocular, mas também de categorizar a situação de acordo com seu tipo e gravidade”.

    Após o diagnóstico fechado, algumas medidas podem ser adotadas por quem sofre de olho seco. “Um plano de tratamento será elaborado, incluindo orientações com relação aos hábitos de vida, dieta e também com o tratamento medicamentoso propriamente dito. É vasto o arsenal utilizado na recuperação da síndrome. Desde colírio para olho seco, que são os substitutos de lágrimas, até cirurgias em casos muito avançados”, finaliza o médico. 

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes