AchèAchè
    search
    Título

    Comer saladas de restaurantes é um fator de risco para parasitoses intestinais?

    Uncategorized

    Por

    Em razão do surgimento do novo coronavírus e das medidas de isolamento social adotadas por todo o país, muitas pessoas têm optado por comprar comida de restaurantes como forma de manter a economia local em funcionamento. Mas, é preciso ficar atento à forma como esses alimentos são preparados, já que saladas de restaurantes, quando não são feitas adequadamente, podem ser um fator de risco para as parasitoses intestinais

    Saladas de restaurantes podem conter parasitas se não forem higienizadas

     

    Segundo a gastroenterologista Amanda Medeiros, a transmissão da maior parte das parasitoses ocorre pelo contato de uma pessoa com água ou alimentos contaminados. Portanto, é preciso muito cuidado antes de consumir hortaliças, que podem ser um fator de risco tanto para quem compra em restaurantes, quanto para quem come em casa. 

    “A maioria das parasitoses intestinais é transmitida pela via fecal-oral, ou seja, o indivíduo libera fezes contendo o parasita, que pode vir a ficar sob o solo, contaminando água e alimentos. Outra pessoa ingere água ou alimento contaminado, contraindo também a parasitose. O risco de comer salada em restaurante se baseia na incerteza de as saladas serem lavadas adequadamente. Deve-se dar preferência a restaurantes conhecidos e confiáveis quanto a higiene”, explica a especialista.

    A higienização correta antes do consumo é a principal forma de prevenção contra as parasitoses intestinais. “As saladas em geral, por serem cultivadas no solo, podem conter parasitas intestinais. Elas devem ser sempre bem higienizadas, de preferência deixando de molho por 30 minutos em água com hipoclorito de sódio a 2,5%, ou então ser consumidas cozidas”, recomenda a médica.

    Confira os sintomas mais comuns em um quadro de parasitose

     

    Um quadro de parasitose intestinal pode apresentar poucos sintomas ou ainda sintomas inespecíficos, como diarreia, dor abdominal, náuseas, vômitos e distúrbios do apetite. No entanto, é fundamental ficar atento a esses sinais para evitar complicações, principalmente entre as crianças, que podem se contaminar facilmente ao colocar a mão ou objetos sujos na boca. 

    “Nas crianças, pode ocorrer dificuldade em ganhar peso, dificuldade no aprendizado e irritabilidade. A anemia pode ser causada por sangramentos causados pelo parasita ou por déficit nutricional causado por ele, o que também pode gerar perda de peso. O prurido anal é uma manifestação de um parasita específico, a enterobíase”, alerta a profissional.

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes