Não largue o tratamento! Você sabia que corre mais riscos de picos de pressão?


  • +A
  • -A

Depois de receber o diagnóstico da hipertensão e de iniciar o tratamento da doença, é hora de seguir à risca a prescrição médica. É possível estabilizar a pressão arterial, desde que as medidas indicadas por seu cardiologista não sejam deixadas de lado. Mas, se o tratamento não for levado a sério, existe o grave risco de você sofrer com os picos de pressão.

Efeitos dos remédios para hipertensão duram até 24 horas


Se você é um dos pacientes que vive
esquecendo de tomar o medicamento indicado pelo médico, redobre a atenção. “As medicações não têm efeito prolongado no corpo. Os remédios duram no máximo 24 horas na circulação e, por isso, devem ser tomados regularmente e diariamente”, afirma a cardiologista Ana Catarina de Medeiros Periotto.

Ao deixar de consumir a medicação da forma indicada, você está mais sujeito aos picos de pressão, que aumentam o risco de formação de aneurismas, que são dilatações e fragilidade dos vasos sanguíneos. O problema não para por aí, como explica a profissional: “Outras complicações da pressão arterial não tratada são infarto, derrame, insuficiência dos rins, dilatação do coração, cegueira por derrame ocular e sangramento nasal“.

Mudanças na dieta também podem fazer parte do tratamento da pressão alta


Uma das maneiras de se lembrar da medicação é, quando possível, tomá-la antes ou depois de uma refeição. Vale também utilizar um calendário e riscar os dias conforme for tomando o remédio. Se você é mais ligado à tecnologia, instale um dos aplicativos disponíveis para celular que enviam lembretes diários para te lembrar do remédio.

No entanto, o tratamento da hipertensão não se resume apenas à medicação e outras medidas são também essenciais para evitar os picos de pressão. “É muito importante reduzir o sal da alimentação, evitar temperos prontos, embutidos, enlatados, alimentos em conserva de sal, fast food, biscoitos, refrigerantes e álcool”, recomenda a especialista. Beba bastante água e dê mais destaque para frutas, verduras, legumes e alimentos integrais ricos em fibras.

Dra. Ana Catarina de Medeiros Periotto é cardiologista, formada em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande e com residência em Cardiologia pelo Hospital Federal dos Servidores do Estado do Rio de Janeiro. CRM-SP: 141696 – www.anacatarinacardio.com.br

Foto: Shutterstock

TAGS
alimentacao
cardiovascular
pressao-alta

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

6 comentários para "Não largue o tratamento! Você sabia que corre mais riscos de picos de pressão?"

PAULO ANTONIO GALIANO

Sou hipertensão, faço uso do medicamento lotar 5/100, mas como sou portador de insuficiência renal crônica, nao posso tomar diariamente, o que acontece comigo, minha pressão na máquina oscila muito, as vezes alta e as vezes baixa, fica complicado regular a mesma ! Mas quando nao estou em tratamento uso do medicamento, que me faz bem, pela recomendação do neurologista não devo toma-lo antes das seções!! Complicado não !!

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Paulo, é sempre muito importante que você siga as orientações passadas pelo medico por mais que o medicamento seja benéfico para a sua saúde, seguir a risca todo o tratamento indicado pelo doutor é imprescindível. Abraços.

Taylor moreir

Ótima orientação. Vou seguir.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Taylor, que bom que gostou da nossa matéria , temos mais uma que pode te trazer novas informações bem interessantes, confira no link abaixo. Abraços.

https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/coracao/caminhada-controle-pressao-arterial

Marcos

Tomo diariamente o medicamento Betalor 5/50 que é a combinação de atenolol e besilato de anlodipino porem o custo esta muito alto posso alterar tomando os dois separadamente ?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Marcos, conforme informado na matéria ao deixar de consumir a medicação da forma indicada, você está mais sujeito aos picos de pressão. Siga com comprometimento a prescrição médica para que o tratamento possa de fato trazer resultados benéficos para a sua saúde. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.