Quais são os primeiros sintomas que indicam a presença da esquizofrenia?


  • +A
  • -A
Imagem do post Quais são os primeiros sintomas que indicam a presença da esquizofrenia?

A esquizofrenia é um transtorno psiquiátrico considerado bastante complexo pela Medicina. Ela faz com que o indivíduo perca a noção da realidade e tenha dificuldade de diferenciá-la de pensamentos e ideias imaginadas. As estimativas mais recentes apontam que mais de dois milhões de brasileiros sofrem com o problema, inclusive crianças, já que a esquizofrenia pode se manifestar na infância.

De acordo com o psiquiatra Miguel Boarati, a doença apresenta sintomas psicóticos desde a primeira crise. Eles são classificados como sintomas positivos e negativos. “Os positivos são os delírios, alucinações e agitação psicomotora e os negativos, o isolamento social, deterioração cognitiva e dificuldade de expressar emoções”, explica o médico.

Comportamentos da esquizofrenia


Um dos delírios mais comuns em que tem a esquizofrenia é a crença de que está sendo perseguido. Os pacientes podem ouvir vozes e ter alterações no pensamento e dificilmente são convencidos do contrário. Já os sintomas negativos são, normalmente, indicativos de um prognóstico pior, segundo Boarati.

Existem alguns tipos de comportamento que podem chamar a atenção dos familiares e amigos e que indicam a presença da esquizofrenia. “O comportamento do indivíduo pode mudar de forma abrupta ou gradativa. O paciente começa a se isolar, ficar quieto ou com olhar vazio”, afirma o médico. Em outros casos, o indivíduo tem muito medo, se esconde e diz que alguém está querendo matá-lo.

A importância e o funcionamento do tratamento contra a esquizofrenia

O diagnóstico precoce ajuda a evitar o progresso da doença e dos sintomas. A cada crise psicótica, o paciente piora seu quadro. Alguns não conseguem mais trabalhar, se cuidar e se relacionar com outras pessoas. O uso de medicação indicada por um psiquiatra permite a remissão dos sintomas e a reabilitação do paciente.

A atuação da família é fundamental para garantir que o esquizofrênico inicie e siga o tratamento. Com os sintomas psicóticos ativos, o indivíduo pode se recusar a usar os medicamentos por acreditar que alguém deseja seu mal. Às vezes, é necessário que ele seja internado para sua proteção e também de sua família. É fundamental que os familiares e o paciente, quando estabilizado, entendam a gravidade da doença e a necessidade de tratamento permanente.

Dr. Miguel Angelo Boarati é psiquiatra formado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP e atende em São Paulo. CRM-SP: 85105

TAGS
esquizofrenia
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

68 comentários para "Quais são os primeiros sintomas que indicam a presença da esquizofrenia?"

Marcia

Eu não sei o que eu tenho cheguei até aqui pesquisando pra tentar me intender!eu não aguento mais isso eu escuto vozes eu vejo coisas eu tenho medo dos meus pensamentos as vezes meus pensamentos são muito ruim e parece que é como se existisse mais tres de mimdentro de mim na minha cabeça tem muito mais mas estou com sono porisso não vou escrever muito eu tenho emprego soi casada tenho filhos era pra eu ser muito muito feliz e na maioria das vezes eu sou so que não pode acontecer nada que meio q me magoe ou me contrarie que eu quase surto dentro de mim quando tento me ver só vejo uma pessoa bm agachada sentada abraçada nas pernas em uma sala escura sem janela e sem porta euqueria saber porque vejo isso porque eu não posso ser normal eu me seguro muito porque sempre parece que eu vou surtar eu tenho 25anos e isso e desde bm novinha com 12 anos foi a primeira vez q tentei me matar com 16foi a segunda com 18 foi a terceira e com 24 foi a ultima tentei nao pensei muito muito mas nunca tive coragem porque eu não quero ir pro inferno eu so queria q alguém me ajudasse a me intender mas não consigo procura ajuda de um profissional

Cuidados Pela Vida

Olá Marcia, seu relato demonstra uma luta constante contra um problema, que aparentemente você ainda não sabe qual é. A esquizofrenia é um transtorno psiquiátrico considerado bastante complexo pela Medicina. Estima-se que cerca de 1% da população mundial sofre com a esquizofrenia, que é uma doença séria, com diferentes manifestações, como por exemplo alucinações e delírios, desorganização do comportamento e, em alguns casos, agitação psicomotora. De acordo com a psiquiatra Cristiane Lopes, a esquizofrenia só pode ser diagnosticada por exclusão, ou seja, só é possível identificar a doença depois de descartar outros transtornos psiquiátricos. O diagnóstico precoce previne contra a piora da doença e ajuda a manter a qualidade de vida e a autonomia do paciente. O profissional indicado para avaliar os sintomas e diagnosticar corretamente é o psiquiatra. Dessa forma a aconselhamos a verificar em sua localidade um profissional que a atenda, pois de posse do diagnóstico ele vai te dar todas as orientações necessárias para tratar o problema.
Desejamos sucesso na busca do profissional e sinceras melhoras.

Lucas

Eu creio que tenho esa doença. Guando estou sozinho ouso vozes, e guando estou no escuro parece que tem alguém lá me observando, isso me asusta. Lembro-me de uma vez que fiz um teste no yutube para ver se tenho essa doença, meu resultado foi positivo, não dei muita importância. Mas agora que li esse artigo estou seriamente preocupado.

Gloria

Trabalho para uma senhora e desde o começo em observar o seu comportamento. Em ouvir vozes, ver pessoas, tentar agredir as pessoas. Tentei falar para os filhos não que ela é esquizofrenia mais em dizer que o seu trato e psiquiátrico. Sinto que os filhos não aceitaram bem. Em 5/2/2016 a senhora teve um surto compulsivo e foram obrigados a interna lá em uma clínica de psiquiatria. Ela ficou internada 30 dias. Foi horrível. Hoje continua sendo tratada por um neurologista. Sinto que o filho não aceitam em eu falar que a senhora sua mãe deveria ser tratada por um psiquiatra. Ela está sempre em crises. Fico com muita pena mais fazer o que.

Tatiane

Estou muito triste tenho uns pensamentos muito ruim tanto comigo como outras pessoas me ajudem por favor

Telma

Meu neto de 15 anos está com o comportamento muito agressivo, o médico psiquiatra passou um exame, constatou que ele tem terceiro grau de agressividade. Será que ele é esquizofenico?

Cuidados Pela Vida

Olá Lucas, o ideal é realizar uma consulta com o especialista para que ele possa avaliar o seu caso. Abraços.

Yasmin

Oi…Eu tenho 14 anose eu vim a procura saber mais sobre isso,pois eu n sei c tenho mas…As vezes eu escuto coisas ou vejo vultos,além de n conssiguir m socializar cm as pessoas pois,eu tenho mt medon conssigo ser feliz igual antes,tm dias q eu estou normal e do nd eu mudo d humor ou fico brava e soco as coisas ou fico triste e choro…

Denise

Meu filho tem 18 anos desde 17 começou a beber ele é muito agressivo e nervoso mas quando bebe fica mas agrecivo já não sei o que fazer por favor me ajude

Cuidados Pela Vida

Oi Tatiane, um diagnóstico precoce ajuda a evitar o progresso da doença e dos sintomas. Orientamos que você realize uma consulta com o médico especialista para que ele possa avaliar o seu caso. Abraços.

Cuidados Pela Vida

Oi Telma, é complicado diagnosticá-lo apenas com essas informações. É necessário analisar alguns exames para entender melhor o que está acontecendo. Abraços.

Cuidados Pela Vida

Oi Yasmin, para identificar um quadro de esquizofrenia, é importante analisar se o paciente apresenta alguns dos fatores de risco da doença, já que ela é multifatorial. Converse com os seus pais sobre esses sintomas e peça para que eles o acompanhem em uma consulta com um médico especialista. Abraços.

Cuidados Pela Vida

Oi Denise, muitas pessoas que sofrem diariamente com os efeitos da esquizofrenia recorrem ao álcool como válvula de escape, uma forma de atenuar os sintomas. Entretanto, a melhor opção para estes pacientes é procurar ajuda médica para que a dependência da bebida alcoólica seja tratada junto à esquizofrenia, aumentando assim as chances de uma melhora geral do quadro de saúde.

Holineide

O filho do meu esposo teve um surto .ele esta desaparecido.ele esta desesperado.

Cuidados Pela Vida

Oi Holineide, estamos na torcida para que ele seja encontrado logo. Abraços.

joaquim

quero matar pessoas e come-las,,terei essa doença? por favor me ajude

Cuidados Pela Vida

Joaquim, é complicado diagnosticá-lo apenas com essas informações. É necessário realizar avaliação com o médico especialista para que ele possa realizar o diagnóstico e, caso seja necessário, prescrever um tratamento. Abraços.

Leonardo

Acredito que quem tenha chegado até aqui, ou apresenta sintomas ou busca respostas para familiares e conhecidos. Meu quadro, se encaixa em algumas situações que o Dr. relatou. A algum tempo, comecei a apresentar alguns sintomas que ao meu ver são estranhos. Hoje eu moro em um apartamento, e sempre mantenho as janelas fechadas, parece que meus vizinhos sempre estão de olho em mim, sou um pouco anti-social, principalmente com sexo oposto, outro detalhe que lendo artigos referente a esquizofrenia é o uso de maconha, as vezes a pessoa carrega consigo esta doença, mas ela nunca se manifesta, e ao uso deste entorpecente em especifico este quadro se aflora. Sim, já usei e senti realmente que após o uso da maconha, eu fiquei ainda mais apreensivo nas atitudes, comecei a conversar sozinho, tranquei toda minha casa, não era bem um medo, mais sim parecia que estava me faltando privacidade naquele momento onde o efeito da maconha ainda estava alto. Eu trabalho, tenho uma vida social bacana, consigo conversar com as pessoas, ainda e espero que nunca chegue a este quadro de isolamento completo social, mais em alguns momentos isso toma conta, a vontade de ficar sozinho, pensamentos negativos, no qual você pensa em seu futuro e não consegue velo, parece que nada vai dar certo nos seus planos e muita das vezes vagando por pensamentos negativos, a vontade de suicídio aparece.

Cuidados Pela Vida

Olá Leonardo, obrigada por compartilhar sua história conosco! É importante buscar a ajuda de um profissional habilitado, para que juntos vocês busquem uma forma de tratamento para que você tenha uma maior qualidade de vida. Abraços.

Renato Gonçalves

Eu tenho a impressão de alguém está me observando mas sei que é tudo impressão. As vezes fico rindo sozinho ou seja delirando mas não acho que seja uma doença em si. Só será doença se você fica achando motivo pra que isso aconteça. Creio em Jesus e que ele pode cicatrizar todas as feridas da alma e do corpo. E a mente pode ser restaurada através da fé nEle…. talvez seja isso que me faz ter muitos amigos e ser queridos por todos e não ter vontade nenhuma de me matar. Entender quase todas as vezes as pessoas que vem falar de problemas pra mim. Não escuto nada. E tbm não vejo nada. Não estou sendo perseguido. Creio no poder que oração tem e milagres talvez seja isso que até hj estou vivo. Pois já fui usuário de pasta-base, maconha, bebia com força, fui viciado em cigarro tbm e até tomei chá alucinógeno. Algumas coisas acontece hj em dia por aflições da maldade e sua opressão sob a humanidade.VEJA EU SAI DAS DROGAS.Se não foi a crença em Deus o que foi ?Se pensar que tudo e doença tudo se tornará doença. Tenha mais fé no bem das coisas e positividade. Quando vier a vontade de se isolar saia vai visitar algo. Converse com Deus. Umas das coisas que fiz quando estava com mente confusa. Tomei chá verde em jejum por dias… bastante chá. Já ouvi dizer que chás verde branco vermelho são anti oxidante e limpa o organismo. Tenha bastante Arruda quando dormir cheire muito coloque encima da orelha. Trabalhe sua fé. Creia que dará certo. *sempre esteja em contato com a natureza.*tome água.*quando for dormir faça chá de ervas.E uma das dicas mais importante que todo médico vai te falar. Sempre mantenha a calma.Não permita que o desespero chegue.Olhe fixamente e diga pra si mesmo que está tudo bem que tudo vai passa. Eu vou me acalmar mesmo que não comece mas uma hora vai acontecer e você vai relaxar.Relaxe. Quando dormir respire três vezes bem fundo. Quando encher o ar nos pulmões segure e conte até 3 e solte o ar. Faça isso três vezes. E quando acordar diga no seu pensamento que hoje o dia vai ser mesmo que não creia mas diga que quando você diz estas á profetizar e se repetir uma hora vai se concretizar de verdade no mundo real pra você. Mas cole isso na porta da sua geladeira.Estas três palavras.VAI DAR CERTO!!!!!!!!!!!!!!!!

Cuidados Pela Vida

Olá Renato, obrigada por compartilhar suas dicas de como passar por esse problema sem desanimar. Abraços.

Valéria

Meu marido tem á maioria dos sintomas das pessoas dos relatos. Ele diz que as pessoas só quer o mal dele, diz que tem pensamentos ruins me matando e mantando outras pessoas….. não sei como ajudar, ele já toma remédio respiridona mas acho que ainda não está resolvendo. Me ajudem por favor…..

Cuidados Pela Vida

Oi Valéria, realizar consultas periódicas com o médico é fundamental para a manutenção do tratamento, pois só assim o médico conseguirá avaliar se há necessidade de alterações na prescrição. Abraços.

Juliana ferraz

😢

Dayana

Olá! Pude notar através dos relatos o que acontece em casa em situações diferentes e proporções também com meu irmão e mãe,ambos com esquizofrenia,tudo relatado bate com o que foi descrito e ambos foram diagnosticados e são acompanhados por médicos. Quando diagnosticados parentes,filhos,mães,irmãos,primos,tios,pessoas do nosso âmbito, também temos que procurar ajuda,o desgaste mental é inevitável! Até porque entender a doença também não é fácil para nós! É uma doença instalada,que pode vir a desencadear na adolescência ou na fase adulta, então isso significa que anteriormente a pessoa leva vá uma vida normal,sem alterações,sem alucinações,sem crises e de repente a pessoa muda,nem ela sabe o porquê,mas muda e nós ficamos impactados também,a primeira coisa que pensamos é, porquê ? Ele (a) estava tão bem? Fazia tudo sem depender de mim,estudava,trabalhava e agora? Tambem temos receio de ser insuficientes e impotentes mediante a situação. Junto com o transtorno,vem também como família o nosso medo,medo de não saber lidar,medo de não ser competente em ajudar o familiar quando ele precisar,do que ele (a) (como parente) estar fazendo ser pouco…ficamos também limitados a conhecer de forma tão abrupta um olhar para o mundo de forma diferente, não deixamos de amar quem tem a doença, muito pelo contrário,de tanto pensar em como ajudar,ficamos doentes também, é desgastante para nós familiar,pois queremos o bem estar,a melhora e a felicidade de quem amamos. Queremos soluções para quê, consigam contornar a doença, nós familiares lemos a respeito,procuramos nos interar com o assuntos relacionados para melhorar a convivência e deixar claro que ele (a), não está sozinho nessa luta,como eu estou aqui agora,após ler sobre a doença e os relatos de vocês,me ajudaram a entender de forma melhor o que acontece com minha mãe e meu irmão,saibam quê, apesar de não termos o manual de como lidar de forma fácil com a vida ,nós,criaremos um que seja necessário para o entendimento,o diálogo,a saúde e o tratamento em prol de uma melhora de acordo com a necessidade de cada um e que possa trazer uma sensação de cura para quem amamos e nós mesmos,mantendo nossos dias cada vez melhores para um bem comum!

Cuidados Pela Vida

Oi Dayana, obrigada por nos deixar essa lição. Não é fácil ver um familiar passando por mudanças tão abruptas por causa da esquizofrenia. No entanto, o fato de ter pessoas como você ao lado para lhe dar suporte faz toda a diferença. Abraços.

Anonimo

Tenho uma irmã que apresenta sintomas que as vezes remetem a uma leve esquizofrenia, e as vezes remetem a um transtorno de personalidade antissocial. Quando eu era mais nova, diversas vezes ouvi pessoas dizerem que ela apresentava sintomas de psicopatia. Ela tem mudanças bruscas de comportamento, que vão de bondade extrema à maldade extrema sem razão alguma. Ela tem tendência a ajudar as pessoas, ela oferece ajuda e depois surta dizendo que as pessoas a estão explorando, sendo que foi ela quem ofereceu ajuda e muitas vezes ela não aceita que a pessoa recuse ajuda dela. E depois ela culpa essas pessoas. Ela tem mto odio no coração, odio de coisas que aconteceram ha 30 anos atrás, e ela tem mto odio de gente inclusive que ja morreu. Ela enxerga inimigos aonde eles não existem, ataques aonde nao existem, insinuacoes aonde nao existem, e ela mtas vzs sente prazer em causar dor emocional nas pessoas. E ela nunca, jamais, apresenta arrependimentos ou remorso, mesmo qdo ela tem certeza que estava errada. É como se ela fosse incapaz de sentir esse tipo de coisa. Já ouvi dizer que ela maltratava animais e crianças quando ela era pequena, mas eu nao presenciei isso entao nao posso afirmar. Uma mulher, hoje já mais velha, mas jovem na época, me afirmou que presenciou ela maltratando animais e bebês por mais de uma vez. Essa mulher é evangelica hoje, e me jurou pelos filhos dela que era verdade. Essa minha irmã também é obcecada por pornografia pesada – envolvendo orgias, animais e crianças. A familia toda sabe. Ela é viciada mesmo. Fica horas por dia vendo essas obscenidades. Tudo que sei é que a cerca de dez anos atrás me disseram que ela apresentava sintomas de psicopatia. Eu fiquei indignada com a pessoa que me falou isso – e ela nao foi a primeira. Eu na epoca discordei. Pois eu nao tinha convivência com essa minha irmã, nós moravamos em casas diferentes. Depois que ela voltou a morar com a gente, eu passei a concordar com tudo que eu sempre ouvi: que ou ela tem algum tipo de esquizofrenia, ou ela tem personalidade psicopatica. Seja um ou seja outro, eu fiquei mto triste em constatar isso. Chorei mto, me deprimi, mas hoje aprendi que meu sofrimento nao vai mudar quem ela é. Aprendi a aceitar a condição anormal dela sem sofrer por causa disso. E aprendi a tomar cuidado com ela. Pois ela é gratuitamente cruel quando dá na cabeça. Não desejo tamanha tristeza nem pro meu pior inimigo. É muito triste saber que temos em nossa família alguém assim.

Paholo

Boa noite ! Encontrei esta pagina apos fazer busca para saber o que esta se passando comigo. Eu me viciei em crack. Eu ficava neurótico, assustado… quando fumava em ambientes fechados achando q iria entrar alguem arrombando a porta ou a janela para me roubar e me matar e na rua ficava um pouco assustado mas era muito diferente e por essas sensações ruins e desagradáveis eu fui largando o vicio. Já nem sei quanto tempo nao uso e nem fumo cigarro Porem de 2016 para cá eu tive alguns (“surtos”, “psicose”… ou qualquer classificação. ) O 1° foi no Reveillon de 2016 viajei com meu companheiro e uns amigos para uma praia passamos 2 semanas fizemos amizade com muita gente e dentre delas um grupo de pessoas “Undergrounds” que eu sempre tinha a “intuição” que eles tavam sempre esperando um momento oportuno para nos fazer mal ate que no penultimo dia para voltar mos para casa fomos nos diverti na balada e quando fomos embora tarde da madrugada eu fui correndo para pousada achando q a galera tava vindo atrás de nós para nos assaltar, meu parceiro voltou andando normalmente e tudo certo. Ele dizia para mi que tava tudo tranquilo mas minha mente não acreditava. 8 meses depois eu e meu namorado fomos curtir a noite na cidade vizinha de uma amiga e na balada eu achei que ela tinha mencionado para os amigos dela vagadinhos do local que eu e meu namorado estavamos com dinheiro e eu passei a noite achando que tinha sempre um grupinho nos intertendo para que outros pudessem meter a mão em nossos bolsos mas nada aconteceu. Aconteceu de novo agora dia 23 /12 e hj dia 25/12 eu achando q meus amigos estavam tramando para me pegar me matar e roubar meus investimentos, caderneta… achei q eles quiseram envenenar minha comida, tudo q eles falavam entre eles para mim era um codigo um sinal… Sensação horrivel e desesperadora. Por favor ! me relatem sobre isto. O que esta acontecendo ? me ajudem!

Cuidados Pela Vida

Oi, é difícil vermos pessoas que gostamos passando por qualquer tipo de problema. Tente levar sua irmã para uma consulta com o psiquiatra, ele poderá realizar um diagnóstico e irá prescrever o tratamento adequado. Abraços.

Cuidados Pela Vida

Olá Paholo, realize uma consulta com o psiquiatra e relate os seus sintomas, assim ele poderá entender o que está ocorrendo e vai te indicar o tratamento adequado. Abraços.

Pedro

Lendo vário comentários , só tenho a confirmar que muitos dos sintomas são espirituais. Obsessões e devem procurar um centro espírita cardecista , sério , sem cobrança financeira, e inicie tratamento espiritual com muita fé e oração e frequência . Tenham certeza que a Luz espiritual irá contribuir em muito para a cura. Não abandonem o tratamento médico se isto está provando resultados positivos. A ciência e a espiritualidade irá providenciar a cura.

Karine Gomes

Olá , meu irmão tem um comportamento muito estranho desde os 12 anos e hoje ele tem 17 , é agressivo , fala palavras terríveis contra ele msm , ver vultos , alucinações , ouvi vozes , ele é aviciado em drogas , pó , e agora tá dando de beber , e quando bebi fica alucinado , muito agressivo , querendo bater nos outros , matar … não aguentamos mas 😭Qual o especialista que vc me indica para diagnosticar o problema que ele tem ? E éssa doença aí tem cura ? Tratamento ,alguma coisa que possa mudar o comportamento dele ?

Cuidados Pela Vida

Oi Karine, o médico psiquiatra poderá avaliá-lo, realizando o diagnóstico e prescrevendo um tratamento. Marque uma consulta e o acompanhe. Abraços.

Danielle

Ela . Eu tenho uma duvida , minha irma tem 10 anos . Ela é filha adotiva mais damos todo o amor que ela precisa . Mais venho notado coisas estranha e minha mae nao agredita.quando ela tinha 5 anos falou que viu um olho de gato seguindo ela . E ela tem maldade . É uma criança com maldade. No mesmo ano ela empurrou minha prima de 2 anos de uma escada caracou . No mesmo mes empurrou minha cachorrinha q é um pincher da mesma escada 2 vezes . Minha mae e ela se mudaram para o parana e depois de um tempo vim morar junto hj ela te 10 anos e esta desatenta com tudo sabe desligada do mundo bem aerea mesmo, teimosia e esta mentindo muito e ela realmente acredita nas mentiras dela .E hj ouvi ela conversando com uma amiguinha dela e ela disse: -se eu pudesse me matar matava e que ia pegar uma faca. Bom nao sei oq eu fasso e tambem nao sei oque é. Gostaria de saber se é sintomas de esquizofrenia. Obg

Cuidados Pela Vida

Oi Danielle, não temos como estabelecer um diagnóstico somente com essas informações. O ideal é que você converse com a sua mãe a respeito das coisas que você têm observado e, peça para que as duas acompanhem sua irmã em uma consulta com o médico psiquiatra para que ele possa avaliá-la. Abraços.

João

Olá, eu não tenho esses sintomas, mas fica uma “voz” “pensamento” dentro da minha cabeça falando pra eu abusar de tal pessoa que no é uma criança (irmã) … Fico em luta constante comigo mesmo para parar de pensar isso e fico puto comigo mesmo por ter esse pensamento, aguardo resposta por favor e não tenho coragem de contar esse pensamento a ngm pois tenho vergonha e fico nervoso pq esse pensamento é escroto e ridículo

Wila

Sou diagnosticada com transtorno bipolar. Tem quase 10 anos que tomo medicação. Mas não gostô de toma-los. As vezes que deixei de toma-los tive pequenos surtos se comparado ao surto inicial Escuto vozes…muitas…Leio muito sobrespeito temas psiquiátricos pra tentar entender a doença, me ajudar e ajudar quem passa pelo mesmo mal e estiver por perto. As vezes por conta dodo sintomas penso que não sou ” simplesmente” bipolar mas sim esquizofrênica. A minha atual psiquiatra é pelo SUS e não conversar muito. E por causa da demanda ainda passa vários meses sem pra poder ter o retorno. As vezes é bem difícil .

Vera Lúcia Branco

Minha filha hoje com 43 anos e a 20 tem esquizofrenia. O psiquiatra indicou tratamento com eletroconvulsoterapia. Não sei o que fazer .

mariza vilela

É umadoença cruel mimha filha tem está internada . A familia sofre BARBARIDADE. Estou com 64 anos e venho sofrendo há 21 anos com minha filha. Meu esposo quase saiu de casa por causa deste problema com ela. Só quem passa para saber mais ninguém. Procuro ajuda la como posso. mas sempre ven as recaídas. e é praticamente eu que aguento sozinha. pois as irmãs moram mto longe. Agora minha filha frequenta o CAPS da minha cidade há quase 3 anos” Só DEUS Na causa!

Délis Hilary Melo

Muitas pessoas que usaram ou usam drogas desenvolveram esquizofrenia/e ou outros quadros de doenças psique devido ao uso, que já tenha a doença e com a droga ajuda a manisfeta-lá. Em casos que a pessoa surta como se meramente estivesse sob efeito das drogas, mas não passa de momentânea e já em outras prolongadas.

Fabiana

Gostaria de saber como identifico uma possível obsessão de uma pessoa esquizofrênica por alguém. Isso pode acontecer? Preciso tomar cuidado ou estou sendo exagerada? Uma pessoa com laudo de esquizofrenia me disse q está me avaliando o tempo todo, que tb sou evoluída como ele é. O q faço?

Antônia Valéria

Bom dia tenho 26 anos e não consigo me entender….tenho pensamentos muito esquisitos e ruins tipo como por exempo estar na rua vê alguém em uma escada e vir no pensamento a vontade de empurra-la ou bater na pessoa ai logo penso meu Deus isso não é pensamento meu….crio muitas fantasias na cabeças imagino situações que são absurdas até mesmo desejar morte de pessoas não sei o que acontece comigo.

Maria José

Sera que existe algum tipo de exame que a pessoa fazer para ter umDiagnóstico se tem depressão ou esquizofrenia?

Cuidados Pela Vida

Olá Maria José, para que o paciente seja diagnosticado com esquizofrenia, um psiquiatra deve examiná-lo para confirmar se é um caso da doença ou não. O diagnóstico é dado com base em uma entrevista detalhada com a pessoa e seus familiares. Abraços.

Moabe

Sou Moabe, tudo bem com Você, qual seu whats??? Enfim eu acho que sofro também de uma patologia, que envolve a falta de empatia. Imagine algo que você não gosta de comer, certamente seu cérebro vai reagir de uma forma negativa, recusando o alimento. Imagine você em uma festa que rola um estilo de música que você não gosta, a sensação é a mesma. Eu tenho isso essa sensação em razão de tudo é todos. Chamo isso de falta de empatia. Eu finjo as emoções e sentimentos é minto muito, eu escondo dos outros, não por mesmo, más más para que não tenham a perfeição dos meus gostos. Sou ótimo manipulador. Gosto de esportes de auto risco, não sinto vergonha. Eu penso antes de fazer Tudo, tenho déficit de atenção e a mente pervertida. Será que sou psicopata… há as pessoas me acha muito chato, pois gosto muito de conversar, e tenho uma boa oratória, me canso muito fácil, sou irresponsavél, vivo tediado. É sou oportunista. Oque acha???

Cuidados Pela Vida

Oi Moabe, orientamos que você realize uma consulta com o médico especialista para que ele possa avaliar o seu caso. Abraços.

Patrick de Lucas

Pessoal eu escuto vozes diariamente, os sons que saiem também são diferentes tipo uma pessoa fala algo e eu escuto outra, isso também acontece no rádio e na televisao, isso a acontece normalmente no ouvido esquerdo,acredito o que tenho não é esquizofrenia, queria saber se alguém de vocês tem o mesmo sintoma que eu.

Greice

Oi pessoal boa noite! A USP especificamente setor de psiquiatria está procurando pessoas com problemas psiquiátricos para serem tratadas *gratis* e fornece medicação. ..eu assisti ontem no jornal ! Espero poder ajudar alguém; )

Ana Maria

Meu filho tem todos esses sintomas tem 27 anos mais se recusa a ir a um médico psiquiatra pois já tinha surtado na época da marinha aos 19 anos não quis saber mais de remédios e nem médicos o que fazer nessa situação???

Cuidados Pela Vida

Oi Ana Maria, converse com ela e diga que você pode acompanhá-lo em uma consulta com o especialista, assim ele irá indicar o tratamento ideal para que ele possa ter uma melhor qualidade de vida. Abraços.

Elis

Sabe Sempre achei minha mãe uma pessoa estranha e fora do normal Mentira muito , e paranóica acha sempre que os outros querem matar ela pra ficar com a casa dela e tal e ainda tem a mania de tudo dizer que foi Deus quem falou pra ela Falando assim por auto não parece nada de mais Mas eu que convivo sei o quanto é triste ver a pessoa se isolando O muro da casa dela é tão alto quanto a casa Porque ela acha que os vizinhos vivem vigiando o que ela faz No momento ela está internada por pneumonia mas insiste em dizer que foi invenenada As vezes até se recusa a tomar os remédios por achar que os médicos estão tratando ela para a doença errada ,já que ela acha que foi invenenadaEla nunca foi diagnosticada com esquizofrenia mas vendo algum sintomas parece que muita coisa se encaixa Eu não sei mas o que fazer pra ajudar

Cuidados Pela Vida

Oi Elis, verifique com o hospital em que ela se encontra se é possível solicitar uma avaliação com o psiquiatra, converse com ele e relate o que vêm observando, assim ele poderá te auxiliar. Melhoras para sua mãe.

Adrielle

Olá, to vivendo um inferno tenho mania de doença depois que fui fazer uma aplicação de vasinhos acho que me passaram doença por la, fui falar com a mulher que faz que quero fazer exame, não consigo dormir, sinto que tem alguém me perseguindo, ontem fui lanchar tinha um rapaz olhando pra mim, ja acho que ela mandou ele vir me matar pra não poder fazer exame, fui na praia parecia que as pessoas não queria ficar perto de mim, sinto que as pessoas falam de mim e cochicham, não aguento mais, td q eu escuto eu acho q tem relacao a eu, vejo vulto as vezes, fico me tremendo toda, n sei o que fazer..

Cuidados Pela Vida

Oi Adrielle, marque uma consulta com o psiquiatra, relate para ele os seus sintomas, assim ele poderá te auxiliar. Melhoras.

Lucélia

Olá! Vim parabenizar o site! Achei muito legal vocês darem retorno às pessoas! Estamos em 2018 é esses casos de doenças mentais vem crescendo muito. É uma preocupação não só das famílias, como da sociedade! Nunca percam a fé em Deus, esteja ela em qualquer religião! Não deixem de procurar ajuda dos médicos, psicólogos e não tenham vergonha, se tiverem que fazer algum tratamento! Faço pesquisas sobre doenças mentais e suas relações com o espiritismo…. É o que posso dizer é… Cuidem se! Todos nós somos filhos de Deus, e merecemos amor e perdão! Paz no coração de todos!

Cuidados Pela Vida

Oi Lucélia, obrigada pelas palavras! Abraços.

Lilian

Ola eu tenho 34 anos,e atualmente tenho passado por uma fase bem complicada…sinto muito medo de quase tudo.Não tenho conseguido dormir bem e meu trabalho é bem estressante,trabalho em um hospital e a rotina de lá tem me feito muito mal.Nos últimos meses tenho chorado Bastante. E não tenho mais prazer nas coisas que tinha antes.Tenho medo de está com Esquizofrenia pois têm dois irmãos que tem a doença, um já faleu em 2010Bom é isso não sei bem o que fazer

Cuidados Pela Vida

Oi Lilian, marque uma consulta com o psiquiatra e relate para ele os seus sintomas, assim ele poderá te auxiliar. Melhoras.

Helena

Oi, tenho 17 anos e não sei qual é o meu problema. As vezes vejo coisas se mexerem, coisas que seria impossíveis, tipo vejo as coisas se contorcerem e pulsarem. Sinto como se todo mundo estivesse me vigiando, falando mal de mim, tbm sinto a presença de alguém por perto quando estou sozinha, tenho muitos pensamentos negativos, penso em matar meu cachorro (que eu sempre amei), quando estou na escola imagino todos mortos, os corpos dilacerados e muito sangue e me vejo toda coberta de sangue com uma faca na mão sorrindo com a boca cheia de sangue (bebo sangue sempre que possível, e quando não dá eu substituo por carne crua ou mau passada) , isso não me assusta é como se eu quisesse isso, na minha cabeça tem uma voz que diz que precisa sair, que tem que matar e que está na hora de sair. Eu tenho problemas com meus pais , eu já não sinto amor por eles como antes, não tô me importando com nada nem ninguém. Eu amo desenhar, ler livros e brincar com o meu cachorro, mas agora eu não consigo mais fazer essas coisas. Fico pensando que pessoas próximas escondem algo de mim. Poucas vezes eu ouso vozes, mas é tão real que eu fico até assustada porque eu ouso pessoas conversando quando não há ninguém por perto. Uma voz na minha cabeça diz que o que estou fazendo é ridículo,mas não posso dizer a mais ninguém, pois eu não confio nas pessoas, mesmo que seja um médico. Não quero preocupar meus pais eles já sofrem de mais por minha causa. Sinto muita raiva, e quando eu sinto isso eu tento ficar longe e fico de boca fechada porque quando eu abro a boca só falo merda, e as coisas só pioram. Desde que me lembro eu ficava me imaginando como se fosse um demônio, eu pensava que esses problemas surgiram a alguns anos, mas fiquei lembrando da minha infância e descobri isso e q meus desejos já existiam, só que não tão desenvolvidos. Eu quero saber que tipo de doença eu tenho e que tipo de criatura eu sou, mas eu não quero ter que contar com outras pessoas. Não vou pedir ajudaMas se alguém quiser comentar a respeito da minha situação, por favor sintam-se a vontade. E tudo que eu escrevi aqui é apenas alguns dos meus problemas ou como a “outra “(a voz na minha cabeça) diria : dom de ser diferente e superior, de ser um demônio.

Brena moura

Me ajude porfavo minha filha de 3 anos e 10 meses na noite de quarta feira 16/05/2018 acordou desesperada dizia ver cobras e lagartixas que queriam pegar ela e a gente imaginou que fosse um pesadelo porém ela passou o dia de quarta-feira inteiro dizendo ver cobras e quando ela diz que está vendo eu percebi que ela fica com o olho direito atravessado no dia seguinte já não aconteceu somente 1 vez. To com medo de ser esquizofrenia me ajude porfavo

Cuidados Pela Vida

Oi Helena, é complicado dizer o que você têm apenas com essas informações. A partir de uma avaliação o médico conseguirá determinar o quadro que levou à formação deste sintoma e poderá indicar o tratamento adequado. Converse com seus pais, eles são as pessoas mais indicadas para te auxiliarem a procurar um tratamento com o especialista. Melhoras.

Cuidados Pela Vida

Oi Brena, leve-a para uma consulta com o pediatra. Abraços.

Mara Virgínia Soares dos santos

Bom dia meu nome é Mara o problema não é comigo é com meu marido Felipe ,tem horas que ele Está muito bem ,é uma pessoa agitada ,muitas das vezes fica olhando pro nada como se não estivesse ali ,de vez enquando explode com surtos de raiva,batendo a porta com violência, saindo de carro em alta velocidade,grita esbraveja fica violento,as vezes uma simples palavra ou atitude mal enterpretada por ele é pronto o estopim.chega atrever as mãos. A grande maioria das vezes simplesmente como se nada tivesse acontecido e em outras aquilo se estende por dias.

paulo

vejo coisas desde os 12 anos hoje tenho 16 e parece só piorar,prefiro me isolar e estou tendo alucinaçoes auditivas e vontade de cometer suicidio

Cuidados Pela Vida

Olá Paulo, procure o auxílio de especialista para que ele possa prescrever o tratamento adequado para que você possa controlar os sintomas. Melhoras.

Vera Lúcia Duarte

Sou casada à muitos anos e meu marido é uma pessoa que não pode ser contrariada principalmente se for eu que contrarie. Se nós tivermos alguma discórdia sobre qualquer coisa e não parar de falar a coisa vão aumentando e aí ele começa a socos na parede e depois entra pro quarto chorando e deita na cama e não aceita conversa e naquele dia acabou e vai dormir e só levanta tarde da noite bebê leite e volta pra cama e fica dias sem falar comigo e as vezes com as minhas filhas também. Eu deixo ele de mão. O último problema que nós tivemos fiquei 3 meses sem falar com ele, já cansei de falar pra ele procurar um médico mas ele não aceita que tem algum problema. Muitas pessoas já me perguntaram como eu aguento um homem desse Outra coisa ele não deixa as pessoas dá a opinião delas ele quer sempre ter razão.

Thais

Meu irmão é esquizofrenico deu crise aos 19 anos e hoje ele tem 35, a doença é mesmo dificil de lidar, ele é teimoso, desconfiado, agressivo, nega o medicamento, as vezes só toma a injeção mensal de Haldol, mas não faz muito efeito.Meu avó paterno tinha as mesmas crises mas nunca foi ao médico…Será genética????Tenho medo de ter mais doentes na familia 🙁

Cuidados Pela Vida

Oi Thais, o fator genético exerce forte influência. Como afirma a psiquiatra Luciana Staut: “Isso significa que o fato de ter algum familiar com esquizofrenia aumenta o risco para o desenvolvimento do quadro em outros familiares”. No entanto, a médica acredita que é muito importante frisar que ter um parente com este transtorno não faz com que outro familiar, necessariamente, tenha a doença; pois apesar de o fator genético ser um dos componentes envolvidos no surgimento da esquizofrenia, existem também outros fatores que devem ser considerados.
Os parentes devem ficar muito atentos, principalmente, em casos de mudanças abruptas de comportamento como episódios de agressividade, isolamento social e desconfiança excessiva, inclusive com pessoas próximas. Caso estes aspectos sejam notados, é importante procurar o atendimento médico para uma avaliação. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.