Por que é importante seguir o calendário de vacinação infantil?

  • +A
  • -A

Para garantir que a proteção oferecida pelas vacinas seja dada desde a primeira infância, o calendário de vacinação é instituído pelo Ministério da Saúde. Mas você sabe qual é a importância da vacina para as crianças? A imunologista Anete Grumach explica como funciona o calendário de vacinação infantil e esclarece porque é fundamental segui-lo à risca. 

O que é um calendário de vacinação? Quais são as doenças prevenidas?

A criação de um calendário de vacina tem como objetivo planejar todas as imunizações necessárias para doenças graves, desde os primeiros dias de vida até a fase adulta. Entretanto, as principais vacinas são oferecidas ainda na infância e existe um motivo para isso! “O calendário vacinal é estabelecido de acordo com a possibilidade de o indivíduo se infectar e desenvolver complicações graves. Também respeita o desenvolvimento da imunidade na infância ou a queda da resposta imune no idoso”, explica Dra. Anete. 

Atualmente, de acordo com a imunologista, a oferta de vacinas foi muito ampliada. “No calendário vacinal estão incluídas: vacina BCG, para hepatite B, para o vírus da poliomielite, para difteria, tétano e coqueluche, para hemófilos e meningococos, causadores de meningites e pneumococos também”, afirma a especialista. “Inclui ainda a vacina rotavírus, para sarampo, caxumba e rubéola, catapora e para febre amarela. Este esquema é estabelecido dependendo da idade”, cita Dra. Anete, que também lembra da vacina da gripe, de HPV e de herpes-zóster.

Os riscos de não seguir o calendário de vacinação infantil

É muito importante manter o calendário de vacinação infantil em dia, fato que infelizmente não tem ocorrido em grande parte da população”, enfatiza a imunologista. “Adultos também precisam rever o calendário vacinal. Não se justifica desenvolver doenças e complicações por infecções chamadas ‘preveníveis’”, lembra a médica. Uma boa dica é ficar sempre atento às campanhas feitas pelo Ministério da Saúde para se vacinar conforme a faixa etária e outras condições. 

Caso esse calendário não seja respeitado, as consequências podem ser graves não só para a criança, mas para a população em geral: “Imagine a meningite e os riscos desta doença, que pode ser prevenida com vacinas para meningococo, pneumococo e hemófilos. E o tétano? Um risco que se pode adquirir nas brincadeiras. O sarampo também é uma doença grave e que causa baixa imunidade no indivíduo. E quem não conhece as complicações que a paralisia infantil pode trazer?” 

A vacinação completa garante que doenças já erradicadas não voltem a se manifestar. “Todas as vacinas podem proteger as crianças que estão com a imunidade em desenvolvimento”, enfatiza Anete. Logo, completar o calendário de vacinação infantil protege seu filho e todos que convivem com ele. 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Anete Sevciovic Grumach

Dra. Anete Sevciovic Grumach

Alergia e Imunologia

CRM: 35963 / SP

TAGS
imunidade

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Por que é importante seguir o calendário de vacinação infantil?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.