AchèAchè
    search
    Título

    Quais são as diferenças entre herpes simples e herpes-zóster?

    Uncategorized

    Por

    O herpes é uma infecção viral causada por dois tipos de vírus. Um deles, o herpes simples, é bastante comum entre a população, segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), e se divide em dois subtipos – tipos 1 e 2. Já o outro é o varicela-zóster, o mesmo micro-organismo que provoca a catapora. Também conhecido como cobreiro, ele causa o herpes-zóster. 

    Herpes simples e herpes-zóster são causados por vírus diferentes


    “Os dois tipos de herpes se caracterizam pelo surgimento de vesículas e dor no local afetado. No
    cobreiro, as vesículas são unilaterais e seguem o trajeto do nervo acometido. Já no caso do herpes simples, as vesículas se localizam mais frequentemente nos lábios, dentro da boca, nariz, olhos e região genital”, afirma a dermatologista Juliana Fonte.
    O herpes simples é transmitido, principalmente, pelo contato direto com as lesões, sejam elas localizadas na face, no caso do tipo 1, ou na genitália, no tipo 2. “Já o herpes-zóster é transmitido ou pelo contato direto com as lesões ou por gotículas respiratórias no ar. Ele permanece em latência e pode se manifestar em situações de baixa imunidade”, explica a médica. A vacina da catapora, quando tomada na infância, pode diminuir as chances de ter a doença, segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia. 

    Como é o tratamento do cobreiro? E do herpes simples?


    Para o tratamento, de acordo com a especialista, são utilizadas as mesmas medidas: é possível recorrer a medicações antivirais, mas a dosagem para os casos de cobreiro deve ser maior. Também podem ser usados medicamentos para aliviar sintomas como a dor e é recomendado manter a região afetada bem limpa. 

    A prevenção, por sua vez, envolve medidas específicas, como cita Dra. Juliana: “No caso da varicela, é importante evitar contato com outras pessoas enquanto estiver com vesículas, e no caso do herpes genital, usar preservativos”. Vale ainda lavar as mãos caso haja contato com as lesões e se vacinar, abordagens que também servem para o herpes simples tipo 1.

    Dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD):
    https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/herpes/68/
    https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/herpes-zoster/97/ 

    Referência:  107. Pedrazini MC, Cury PR, Araujo VC, Wassall T. Effect of lysine on the incidence and duration of recurrent cold sore lesions. RGO Rev Gaucha Odontol. 2007;55:7-10. Portuguese.

    Foto: Shutterstock

    Newsletter
    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes