Qual o papel dos corticoides no tratamento de doenças pulmonares como a DPOC?


  • +A
  • -A

A DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica) é um quadro inflamatório dos pulmões que, em muitos casos, está ligado ao tabagismo. Os corticoides são medicamentos indicados para pacientes com este problema, pois atuam como anti-inflamatórios. Com o seu uso, o indivíduo consegue respirar com mais facilidade e ter melhor qualidade de vida, no geral.  

Corticoides e DPOC

“As medicações de controle, também denominadas ‘de prevenção’, são tomadas diariamente, em longo prazo, para alcançar e manter o controle das doenças pulmonares persistentes. Isso inclui os agentes anti-inflamatórios (corticoides inalatórios) e os broncodilatadores de longa ação”, informa o pneumologista Mauro Gomes.

O especialista explica que os anti-inflamatórios atuam prevenindo e suprimindo a inflamação das vias aéreas. Com isso, reduzem a sensibilidade das mesmas aos fatores desencadeantes das crises. “Broncodilatadores de longa ação não revertem a inflamação, mas dilatam as vias aéreas de maneira prolongada”, completa.

Tratamento da DPOC

Apesar de serem muito importantes nesse tipo de quadro, os corticoides não são a única medida indicada no tratamento de doenças como asma e DPOC. É importante também evitar os agentes desencadeadores das crises, o que pode ser feito com cuidados rotineiros de nível higiênico e de saúde, no geral.  

“Deve-se manter o ambiente doméstico e profissional livre dos fatores desencadeantes das crises, como os alérgenos (poeira, pó, ácaros), fumaça de cigarro e a presença de animais, além de tomar a medicação orientada pelo seu médico. Um grande número de pacientes não toma os remédios como recomendado, o que resulta em um tratamento insatisfatório”, conclui Gomes.

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Mauro Gomes

Dr. Mauro Gomes

Pneumologia

CRM: 59917 / SP

TAGS
bronquite
dpoc
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

8 comentários para "Qual o papel dos corticoides no tratamento de doenças pulmonares como a DPOC?"

José Augusto

Bom dia, tenho 47 anos, uso o Alenia há mais de dez anos, antes dele usava só as bombinhas (Aerolin) para alivio imediato das crises, quando passei a usar Alenia usava a dose 12/400 mcg e hoje uso 6/200 mcg uma vez ao dia e nem sempre todos os dias, pode se dizer que tenho um grau de asma leve e pratico atividades fisicas como corrida por exemplo regularmente, já fiz cirurgia de catarata e a causa se deve provavelmente ao uso de corticóides, e também noto que últimamente quando faço exame de sangue o nível de açucar tende a ficar acima de 100 mas não sou diabético ainda, e também passei a ter picos de hipertensão de uns tempos pra cá, pergunto: o uso de pequenas doses via inalador desencadeia a longo prazo esses efeitos citados acima? e o uso de medicações concomitantemente (para pressão alta) é indicado? o que fazer?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá José, é sempre muito importante que você procure um medico especialista para que ela possa diante do seu relato esclarecer as suas duvidas e através de exames te indicar o tratamento e medicamentos adequados. Abraços.

Rosimeire Barbosa de Lima pereira

Boa noite Dr Mauro eu sou rose tenho 47 tô há 9 anos com este problema de fibrose pulmonar e só tive a confirmação da doenças as 3 anos mas tenho piorado muito ao passar do tempo e gostaria muito da sua ajuda tô tomando corticóides e imunossupressores mas estou tendo muitas dificudades pra respirar .

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Rosimeire, entre os sintomas da fibrose pulmonar estão: Tosse seca persistente, falta de ar, fadiga, falta de apetite e perda de peso. Consulte seu médico para que você possa relatar os sintomas que está sentindo a partir daí te indicar o tratamento mais adequado para o seu caso. Até a próxima.

Cristina mendo

Gostei do que li e tem td a ver com oque estou passando gostaria de saber se camantes e floxetina tomo continuo agora uso bombinha inalação tenho crises de supresa estou atualmente sentindo muita fraquesa nas pernas e braços preciso saber se tem a ver com asma tenho muito curtos prazos de respiração profunda gostaria de receber orientação desde já agradeço

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Cristina, você deve buscar a ajuda do seu pneumologista para que ele possa realizar exames e identificar as causas desses sintomas e a partir daí indicar o tratamento mais adequado ou encaminhar se necessário para outro especialista. Até a próxima.

Sandra

Com tratamento contínuo para asma e enfisema q faço e já sem fumar desde jan/2017 ..O meu DPOC, tem cura!? Ou só transplante pra cura total! ?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Sandra, de acordo com o pneumologista Dr. Mauro Gomes a DPOC não tem cura, mas seus sintomas têm tratamento. O principal sintoma é o cansaço ou falta de ar e a tosse com catarro também é bastante comum. Caso o tratamento seja abandonado, os sintomas vão retornar ou até mesmo piorar. O tratamento capaz de melhorar os sintomas e evitar as crises de falta de ar da DPOC muitas vezes se baseia no uso de medicamentos. Além dos medicamentos, é essencial que os pacientes evitem os fatores de risco para a doença, que são o tabagismo e o contato com fumaça. Até logo.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.