Toda picada do mosquito Aedes aegypti transmite a dengue? Saiba mais!


  • +A
  • -A

Basta a temperatura voltar a subir para um velho problema brasileiro reaparecer: o Aedes aegypti, popularmente conhecido como mosquito da dengue e que também pode transmitir zika, chinkungunya e febre amarela por meio de sua picada. Segundo o Ministério da Saúde, entre janeiro e abril de 2017, o inseto típico de áreas tropicais e subtropicais foi responsável por cerca de 113 mil casos de dengue.

 

Picada do mosquito da dengue não coça nem dói

 


No entanto, nem toda picada do
Aedes aegypti é capaz de infectar os humanos com o vírus. “Apenas as fêmeas contaminadas pelo vírus transmitem dengue e, para que se infectem, elas precisam sugar o sangue de alguém doente”, afirma a infectologista Marina da Rós Malacarne. Dez dias depois, as fêmeas terão o vírus nas glândulas salivares e poderão transmitir a doença.

No momento da picada, é difícil perceber a ação do Aedes aegypti, já que o inseto não deixa qualquer sinal na pele. “A saliva do mosquito tem uma série de substâncias analgésicas e anticoagulantes que fazem com que não notemos o mosquito durante a picada. Ela não dói, não coça e não deixa marcas“, alerta a profissional.

 

Repelentes ajudam a evitar a picada do mosquito

 


Por causa dessas particularidades, é essencial adotar algumas medidas para se prevenir, como eliminar focos de água parada e
sempre utilizar repelentes. Preferir usar roupas que escondam a pele também é uma medida inteligente. “O mosquito não voa alto e tem predileção por picar no amanhecer e no entardecer, mas isso pode acontecer em qualquer hora do dia”, afirma a médica.

Depois do período de incubação do vírus no organismo humano, que varia entre 4 e 10 dias, a dengue começa a apresentar seus primeiros sintomas. A febre é súbita e alta, acima dos 38 ou 39 graus e o paciente sente dores por todo o corpo, incluindo nos músculos e nas articulações, dores de cabeça, cansaço intenso, enjoo, vômito e manchas avermelhadas na pele.

 

Dra. Marina da Rós Malacarne é infectologista, com residência médica no Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual de São Paulo e atende em Colatina (ES). CRM-ES: 10546

 

Foto: Shutterstock

TAGS
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Toda picada do mosquito Aedes aegypti transmite a dengue? Saiba mais!"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.