Predisposição genética é um fator que favorece o surgimento de varizes?

  • +A
  • -A

As varizes, segundo a Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), são veias que se entortam e dilatam devido a alterações na circulação sanguínea. Seus principais sintomas incluem dor, cansaço e dificuldade para andar, principalmente quando falamos de varizes nas pernas. Porém, como evitar o seu surgimento? A predisposição genética é um dos fatores de risco para varizes? Descobrimos a resposta para essas perguntas conversando com o angiologista Jayme Ramos. 

Predisposição genética é um dos fatores de risco para varizes

 

De acordo com Dr. Ramos, as varizes podem ser um problema hereditário: “É relatado, sim, desenvolvimento de síndrome varicosa em membros da mesma família”. Por isso, a predisposição genética é um fator a se considerar na hora de fechar o diagnóstico de varizes. Outros fatores de risco são a obesidade, o sedentarismo, a idade e alterações hormonais. A gravidez também é um facilitador desse problema. 

Porém, são muitas as causas da doença, como relata o especialista: “As varizes são causadas em sua maioria pelo desenvolvimento da insuficiência venosa sobrejacente – isso leva a uma hipertensão venosa, com aumento ou dilatação das veias, e consequentemente a sua deformação. Isso pode acontecer por fatores genéticos, hereditários, hábitos de vida (pessoas que ficam muito com as pernas para baixo, tanto faz na posição sentada ou de pé), uso de medicamentos (pílulas anticoncepcionais), algumas doenças associadas (como problemas de tireoide), traumas, sedentarismo e excesso de peso”. 

É possível prevenir o surgimento de varizes?

 

Apesar de a genética estar envolvida, é possível evitar as varizes trabalhando seus outros fatores de risco. “Mantendo-se numa vida saudável, praticando exercícios físicos, alimentando-se de forma saudável, evitando obesidade, evitando ficar muito tempo com a pernas paradas na mesma posição para baixo, usando as meias de compressão, fortalecendo a musculatura da panturrilha e, em alguns casos, usando medicações, é possível evitar as varizes”, comenta Dr. Ramos. 

Caso o paciente já sofra com as varizes, é muito importante procurar o tratamento mais adequado com um especialista. Tratamento de varizes a laser, medicações orais e meias de compressão são algumas das formas de amenizar os sintomas e curar o problema venoso. Em casos mais graves, é possível recorrer à escleroterapia e à cirurgia de varizes. Porém, somente o médico pode indicar os cuidados necessários para cada caso, sendo totalmente reprovada a automedicação.

 

Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV): https://sbacv.org.br/varizes/

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Jayme Ramos de Almeida Filho

Dr. Jayme Ramos de Almeida Filho

Angiologia

CRM: 52663859 / RJ

TAGS
circulacao
varizes

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Predisposição genética é um fator que favorece o surgimento de varizes?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.