AchèAchè
    search
    Título

    Usar sapatos apertados facilita o aparecimento de varizes?

    Uncategorized

    Por

    As varizes são veias que se tornam dilatadas e deformadas por causa de defeitos na circulação do sangue, causando desconfortos, inchaço, queimação e até dor. O problema, que afeta principalmente os membros inferiores, costuma surgir em pessoas que passam longos períodos de tempo em pé ou em uma mesma posição. Será que o tipo de sapato usado nesses momentos pode contribuir para o aparecimento de varizes? Descubra!

    De acordo com o angiologista Ricardo Nobili, alguns tipos de sapato podem atrapalhar a circulação sanguínea e, consequentemente, facilitar o surgimento do quadro. “Sapatos devem ser confortáveis para facilitar o retorno venoso e, de preferência, com saltos entre 3 cm e 5 cm para que a panturrilha bombeie o sangue adequadamente”, recomenda o especialista. 

    Meias de compressão evitam aparecimento de varizes

    A panturrilha é uma área fundamental para um fluxo sanguíneo saudável, bombeando o sangue dos membros inferiores de volta para o coração. Ao usar sapatos apertados ou quando a musculatura da perna está enfraquecida, a circulação torna-se disfuncional, provocando a dilatação anormal das veias, que tornam-se varicosas. Como formas de prevenção, Dr. Nobili cita a prática de atividades físicas e o uso de meias de compressão.

    “Usar meias de compressão gradativa dá uma proteção que a pele não dá. Elas comprimem mais no tornozelo, vão diminuindo a pressão até a coxa e evitam que as veias periféricas se dilatem. Recomendo também atividades físicas aeróbicas, de preferência sem carregar pesos, além de não ficar muito além do seu peso ideal, não ficar muito tempo em pé ou sentado e se tratar sempre que aparecerem varizes para não evoluírem para uma complicação maior”, indica o médico.

    Quais são as principais complicações das varizes?


    Além dos problemas estéticos provocados pelas varizes, como as veias superficiais, tortuosas e de coloração púrpuro-azulada, a condição pode evoluir para úlceras crônicas nas pernas,
    flebites, trombose, infecções de pele e causar dificuldades para andar. Para evitar um quadro com maiores complicações, é fundamental tratar as varizes logo nos primeiros sinais e manter consultas frequentes com um especialista. 

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes