AchèAchè
    search
    Título

    Se tenho asma, o que devo levar em uma viagem de férias?

    Uncategorized

    Por

    A asma, segundo a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), é responsável por cerca de 350 mil internações por ano no Brasil. As crises respiratórias da doença são desencadeadas pelo contato com agentes externos chamados de gatilhos. As férias são momentos em que as pessoas podem se expor mais a ambientes diferentes, o que pode representar um risco para os asmáticos. Nesses casos, levar alguns itens especiais para a viagem pode ajudar.  

    Atenção aos fatores que provocam as crises de asma


    Os fatores que levam às crises de asma variam de pessoa para pessoa. Por isso, cada um deve aprender a reconhecer o que desencadeia a crise em si. Tem gente que piora no inverno e tem gente que piora no verão. Tenha certeza de que sua asma e doenças correlatas, como a rinite, estão controladas. Consulte seu médico para saber quais remédios você deve tomar regularmente e quais deve levar para o caso de entrar em crise. Também é importante viajar com um bom seguro viagem”, recomenda o pneumologista Ciro Kirchenchtejn.

    Para quem utiliza medicações de alívio para as crises, ou seja, a bombinha de asma, é importante guardá-las na mochila ou na bolsa e deixá-las sempre por perto. Uma garrafa de água e soro fisiológico também podem fazer a diferença para umedecer as vias respiratórias, especialmente em ambientes com ar condicionado. 

    Os gatilhos mais comuns são os fatores que atuam como estímulos alergênicos. “Pólen, poeira rica em fragmentos de barata, ácaros e pelos de animais, mofo e perfumes são gatilhos clássicos. A fumaça do cigarro também pode desencadear crises e tornar um asmático que fuma em um paciente muito grave. Alguns medicamentos, como AAS e anti-inflamatórios, desencadeiam crise de asma e rinite em cerca de 7% dos asmáticos”, explica o especialista.

    Entenda como é feito o tratamento da doença


    A asma sem tratamento pode representar um
    grande perigo para a saúde e atrapalhar a viagem de férias. A falta de ar, o chiado no peito, a tosse e o desconforto torácico podem se intensificar e o paciente pode ainda ter a sua função pulmonar prejudicada. Além de evitar os gatilhos e manter um estilo de vida saudável, o tratamento é feito com o uso de medicamentos que previnem o surgimento dos sintomas, chamados de controladores, e com a medicação de alívio com efeito broncodilatador para aliviar os sintomas durante uma crise. 


    Dados da Sociedade
    Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT): https://sbpt.org.br/portal/espaco-saude-respiratoria-asma/

    Foto: Shutterstock

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes