AchèAchè
    search
    Título

    Quem tem pais com osteoporose deve se preocupar mais com a doença?

    Uncategorized

    Por

    A osteoporose é uma doença que diminui a densidade mineral dos ossos, deixando o esqueleto, com o passar do tempo, cada vez mais fraco. Um dos fatores de risco para a doença é a hereditariedade. Logo, quem tem pais com osteoporose deve ficar mais atento ao quadro e procurar ajuda médica o quanto antes.  

    Hereditariedade é um fator de risco para osteoporose


    “Se os pais têm osteoporose, os filhos possuem um risco maior de ter a doença também. Ela é transmitida de geração para geração”, afirma o ortopedista Gustavo Dalla. Nestes casos, é muito importante se expor ao sol, principalmente durante a manhã ou no fim da tarde. “Os raios ultravioleta estimulam a maturação da
    vitamina D na pele e é ela que carrega o cálcio para dentro do osso”, completa o médico. 

    Outro fator que ajuda a evitar a osteoporose e que deve estar no radar de quem tem pais com a doença são os exercícios físicos. “A prática de exercícios de baixo impacto, para não ter nenhuma lesão ou outro problema mais grave, é de longe o fator que mais protege”, informa Dr. Dalla, que recomenda a caminhada e a hidroginástica. 

    Pais com osteoporose devem estimular hábitos saudáveis nos filhos


    Filhos com pais comprovadamente com osteoporose, que começam a controlar a alimentação, a se expor ao sol com segurança e a fazer exercícios físicos desde cedo conseguem evitar o desenvolvimento da patologia. Mas, por mais que esses hábitos devam ser adotados desde a infância, o especialista explica que a
    osteoporose não afeta jovens com frequência, mas sim, pessoas a partir da meia-idade e da velhice: “Aí sim, é preciso redobrar a atenção”. 

    Essa recomendação vale especialmente para as mulheres, já que o fator hormonal é a principal influência para o desenvolvimento da osteoporose e é nelas que esse fator se mostra mais preocupante. “A gente orienta muito para que mulheres a partir da menopausa comecem já a fazer os exames que ajudam a diagnosticar a osteoporose, como a densitometria óssea”, aconselha o ortopedista. 


    Foto: Shutterstock

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes