AchèAchè
    search
    Título

    Quando procurar um cardiologista? Conheça as doenças do coração tratadas por esse especialista

    Uncategorized

    Por

    Já parou para pensar se existe um momento certo para procurar um cardiologista? Este médico, além de tratar de pacientes com histórico de doenças do coração, também deve ser consultado na hora de fazer seu check-up anual, para prevenir ou descobrir precocemente problemas cardíacos, como a insuficiência cardíaca e a hipertensão. 

    Se você quer entender melhor quando procurar um cardiologista, a equipe do Cuidados Pela Vida entrevistou uma especialista no assunto. A Dra. Bruna Baptistini explicou todos os fatores de risco que indicam a necessidade de uma avaliação preventiva, quais exames são feitos na avaliação cardiológica e a importância do acompanhamento regular com esse profissional no longo prazo. Prepare-se para se informar e ficar por dentro desse assunto tão importante para a saúde!

    Sintomas podem indicar quando procurar um cardiologista

     

    O médico cardiologista é o especialista responsável pelo diagnóstico e tratamento de diversas doenças que acometem o músculo do coração, suas válvulas e os vasos sanguíneos que irrigam o coração, o cérebro e os membros superiores e inferiores. Dra. Bruna destaca as principais condições que podem ser tratadas por esse profissional:

    – Doença arterial coronariana;

    doença cardíaca reumática (febre reumática);

    – insuficiência cardíaca;

    hipertensão arterial;

    – cardiopatia congênita (malformações na estrutura do coração existentes desde o nascimento);

    infarto do miocárdio;

    arritmias cardíacas.

     

    É importante ressaltar que as doenças do coração e do sistema cardiovascular vão se desenvolvendo ao longo do tempo e, por isso, nem sempre apresentam sintomas logo no início. É o caso, por exemplo, da hipertensão, chamada de doença silenciosa por muitos especialistas. Cada uma dessas condições apresenta sintomas específicos e é importante estar atento e procurar um cardiologista para uma avaliação adequada. Mesmo assim, Dra. Bruna recomenda ficar de olho nos seguintes sinais: 

    Dor no peito;

    – inchaço nas pernas;

    – falta de ar;

    – palpitações;

    – tonturas;

    – desmaios.

     

    Eles sintomas podem ser indícios de doenças do coração. Portanto, ao notá-los, trate de buscar ajuda médica o mais rápido possível!

    Fatores de risco demandam avaliações frequentes com um cardiologista

     

    É importante mencionar também que alguns fatores de risco podem indicar a necessidade de uma avaliação cardiológica preventiva. A Dra. Bruna revela os principais hábitos e características que toda pessoa deve ficar de olho: “Tabagismo, colesterol em excesso, hipertensão arterial, obesidade, estresse, sedentarismo e diabetes”. 

    O paciente que se enquadrar em um (ou mais) desses perfis deve incluir uma consulta com o cardiologista em seu check-up anual para avaliar seu quadro de saúde e evitar qualquer tipo de problema cardíaco. E isso vale mesmo para os casos que não apresentam nenhum sintoma! A prevenção é fundamental para garantir o bom funcionamento do coração e uma boa qualidade de vida. 

    Quais exames são feitos na avaliação cardiológica?

     

    Durante uma consulta com um cardiologista, o médico fará uma avaliação da sua saúde e poderá realizar e pedir uma série de exames para diagnosticar possíveis doenças cardíacas e avaliar se o coração está funcionando corretamente. “Eletrocardiograma, teste ergométrico, tilt test, cintilografia miocárdica, ecocardiograma, angiotomografia de coronária, cateterismo cardíaco e holter” são alguns dos exames necessários para essa análise citados pela Dra. Bruna. 

    Tendo os resultados em mãos, o especialista conseguirá fazer uma análise completa e recomendar medidas necessárias para a prevenção de problemas cardíacos e, caso necessário, indicar o tratamento mais adequado para cada quadro.

    Por que o acompanhamento a longo prazo é tão importante?

     

    Após o diagnóstico e o início do tratamento de uma doença cardíaca, é fundamental que o paciente mantenha um acompanhamento a longo prazo com o médico cardiologista. Isso se deve ao fato de que algumas doenças, como a hipertensão arterial e a insuficiência cardíaca, são crônicas e demandam cuidados contínuos. 

    Além disso, o acompanhamento regular permite que o médico consiga monitorar a eficácia da terapia indicada e fazer ajustes sempre que necessário. Por isso, nada de faltar a sua consulta ao cardiologista! Lembre-se que a saúde do coração afeta todo o corpo humano, sendo essencial para uma vida plena e saudável.

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes