AchèAchè
    search
    Título

    Quais são as doenças da DPOC?

    Uncategorized

    Por

    A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é caracterizada por sintomas respiratórios persistentes, como tosse e falta de ar, causados pela obstrução do fluxo de ar que chega nos pulmões. Essa condição pode se manifestar de duas formas: por meio de um quadro de bronquite crônica, quando há inflamação dos brônquios, e de enfisema pulmonar, quando ocorre a destruição dos alvéolos.

    “Dentro da DPOC, existem pacientes com características diferentes. Anteriormente, os termos enfisema e bronquite crônica eram usados na definição de DPOC como sendo doenças dentro desse contexto. No entanto, atualmente esses nomes são utilizados apenas para designar formas clínicas e patológicas de características diferentes de uma mesma doença”, explica a pneumologista Renata Viana.

    Tosse com catarro pode indicar um quadro de DPOC


    Segundo a médica, tosse seca ou com catarro verde, amarelo ou marrom costuma ser um dos primeiros indicativos de um quadro de DPOC. No entanto, muitas pessoas desconsideram esse sintoma, o que pode atrapalhar o diagnóstico e agravar a doença.

    “A DPOC pode surgir com tosse seca ou com presença de secreção, chiado no peito, cansaço e falta de ar durante esforço. Muitos indivíduos justificam esses sintomas pelo fato de serem tabagistas, sedentários, de estarem envelhecendo e com sobrepeso, o que atrasa o diagnóstico correto da doença e o início do tratamento”, alerta a especialista.

    Esses sintomas fazem parte tanto de um quadro de bronquite crônica quanto de enfisema pulmonar, mas alguns pacientes costumam apresentar mais um padrão que outro. É mais comum que, nos casos de enfisema, haja emagrecimento e falta de ar, enquanto nos casos de bronquite, tosse com secreção e maior tendência ao sobrepeso.

    O que causa a doença pulmonar obstrutiva crônica?

    O tabagismo é o principal fator de risco para a DPOC, mas as anormalidades nas vias aéreas e nos alvéolos também podem ser causadas pela exposição a partículas ou gases nocivos presentes na atmosfera poluída ou liberados em alguns ambientes de trabalho. A doença se agrava progressivamente e, por isso, é fundamental para o tratamento interromper de imediato o contato com a causa da doença, além de buscar ajuda médica logo nos primeiros sinais.

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes