search
    Título

    Por que a diarreia é uma doença muito comum em crianças?

    Uncategorized

    Por

    É muito comum que crianças tenham diarreia (principalmente a aguda) quando ela é causada por viroses. Como o sistema imunológico dos indivíduos nos primeiros anos de vida ainda não se desenvolveu completamente, o número de infecções acaba sendo elevado nessa faixa etária.

     

    Causas e gravidade da diarreia em crianças

     


    “A diarreia pode ocorrer por vários motivos. Durante a infância até a adolescência, a causa mais comum é infecciosa. Em lactentes, a segunda causa mais comum é a superalimentação.
    Outras causas podem ser: intoxicação alimentar associada à infecção sistêmica e ao uso de antibióticos ou por doenças que causem redução da absorção de algum nutriente (síndromes disabsortivas)”, informa o pediatra Bruno Amaral.  

    Segundo o médico, a gravidade da doença depende da frequência de evacuações e do volume. “Os lactentes, por terem um percentual de água no corpo maior do que os mais velhos, pela imaturidade do intestino e pela susceptibilidade maior a algumas doenças, podem ser considerados mais vulneráveis em relação às outras faixas etárias”.

     

    Métodos de tratar a diarreia infantil

     


    O pediatra dá algumas dicas quanto ao tratamento da diarreia infantil. A primeira é
    iniciar terapia com solução de reidratação oral assim que notar sinais de desidratação. Depois, recomenda que se leve a criança à unidade de atendimento mais próxima, pois o atraso no atendimento pode dificultar a recuperação.
    “Além disso, não é bom iniciar nenhum medicamento sem avaliação do pediatra. O uso inadequado de medicações pode piorar o quadro. Vale frisar também que o soro caseiro, apesar de importante, não reidrata adequadamente. Apenas ajuda a evitar a desidratação. O ideal é adquirir o soro padrão para terapia de reidratação oral (TRO) produzido pelo Ministério da Saúde”. Este pode ser adquirido em farmácias ou retirado em hospitais. A suplementação de zinco também pode ser importante para a recuperação do organismo, mas é importante conversar com o médico, para que ele aponte o melhor rumo do tratamento.

     

     

    Foto: Pixabay

    Newsletter
    Compartilhamento

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes