search
Título

Óleo de coco pode ajudar a reduzir o colesterol?

Uncategorized

Por

Nos últimos tempos o óleo de coco vem sendo usado por várias pessoas em suas dietas, por acreditarem que ele é uma boa opção para o emagrecimento e para a saúde do coração. No entanto, há divergências entre as pesquisas já feitas sobre essa opção da moda. Alguns estudiosos afirmam que o óleo não ajuda a perder peso e que também é ruim para o colesterol.   
Existem dois cenários, mais precisamente, referentes à relação do óleo de coco com colesterol: um positivo, no qual o óleo de coco aumentaria o HDL (conhecido como bom colesterol), diminuindo, ao mesmo tempo, o LDL (colesterol ruim), e outro não tão animador. Neste, diz-se que a gordura saturada do óleo de coco aumenta os dois tipos de colesterol.  

Dúvidas em relação à eficiência do óleo de coco na redução do colesterol


“O óleo de coco pode ou não dar resultados em relação à redução do colesterol. Eu trabalhei com dois grupos de pacientes, cada um com dez pessoas, para consumirem o óleo de coco por um determinado período de tempo. No primeiro grupo, realmente percebi um bom resultado para a queda do colesterol. Porém, no outro, não obtive resultado algum”, relata o nutrólogo Júlio Palazzo.

Baseando-se na experiência do médico, fica a dúvida se um dos grupos não obteve o resultado esperado pela qualidade da marca do produto utilizado ou pela falta de eficácia do óleo de coco. “Neste caso, seria apenas um efeito placebo, que não tem um efeito prático. Este exemplo reforça que não há como atestar a idoneidade do produto, por isso ele pode não ser tão eficaz para um tratamento de queda de colesterol”.

Riscos e modo de usar o óleo de coco


De acordo com o nutrólogo, o consumo do óleo de coco pode sim trazer riscos, apesar das dúvidas acerca de seu uso. “Acredito que o uso em excesso pode trazer riscos, sim. Por exemplo, na parte enzimática, se uma pessoa tiver alguma deficiência, o óleo poderá causar uma intoxicação hepática (fígado) ou algum problema no esvaziamento da vesícula biliar”.

Visto que o óleo de coco não pode ser consumido em excesso, o Dr. Júlio recomenda que a suplementação do produto ocorra apenas uma vez por dia, no café da manhã. “Uma colher de sopa é o suficiente. Algumas pessoas gostam de colocar o óleo de coco em alimentos para dar um sabor melhor, o que é permitido”.
Foto: Shutterstock

Newsletter
Compartilhamento

Posts relacionados

Converse com um dos nossos atendentes