search
    Título

    Existem transtornos mentais que podem ser confundidos com a esquizofrenia?

    Esquizofrenia
    Sintomas

    Por Dra. Luciana Cristina Gulelmo Staut

    1 de dezembro de 2017

    O momento em que o médico diagnostica a esquizofrenia é muito importante porque outros transtornos mentais podem ser confundidos com a doença por causa dos sintomas psicóticos. São delírios e alucinações que fazem o paciente ter uma visão bastante distorcida de sua própria realidade, como os casos em que o portador acredita que está sendo perseguido por alguém que lhe deseja mal.

    Esquizofrenia pode ser confundida com bipolaridade, autismo e depressão


    O problema é que os sintomas psicóticos, uma das principais características da esquizofrenia, também estão presentes em outras doenças. “Várias patologias podem levar ao surgimento de sintomas psicóticos, como fala sem sentido e desconexão com a realidade”, afirma a psiquiatra Luciana Staut. A esquizofrenia pode ser confundida, por exemplo, com o
    transtorno bipolar, o autismo e até com a depressão.
    Segundo a profissional, “a diferenciação entre os transtornos se dará de acordo com o tempo de aparecimento destas alterações, exclusão de outras causas que possam justificar esses sintomas, bem como de outras doenças”. Para isso, o especialista poderá pedir tomografias, ressonâncias magnéticas e exames de sangue para descartar outros distúrbios que também podem gerar sintomas psicóticos.

    Como o médico identifica os transtornos mentais?


    A diferenciação entre a esquizofrenia e outros problemas de saúde deve ser feita caso a caso. O médico deverá observar se houve uso de medicação ou
    droga capaz de levar ao aparecimento dos sintomas e se existe um quadro de depressão com sintomas psicóticos. Será preciso coletar o histórico detalhado da manifestação dos sintomas, entrevistar os familiares em busca de outros dados e, se necessário, exames complementares, para que o diagnóstico possa ser feito corretamente.
    Entretanto, existem casos específicos, chamados de comorbidades, em que a presença desses sintomas é resultado do desenvolvimento de outro distúrbio associado à esquizofrenia. Não são tão frequentes, mas podem acontecer. “Existe, sim, a ocorrência de outros transtornos psiquiátricos em pacientes que apresentam esquizofrenia, como episódios de depressão, ansiedade e síndrome do pânico“, diz a psiquiatra.
    Dra. Luciana Cristina Gulelmo Staut é psiquiatra, formada pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), membro da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) e atende em Cuiabá. CRM-MT: 6734
    Foto: Shutterstock

    Newsletter
    Tags
    esquizofrenia
    saúde mental
    Compartilhamento

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes