AchèAchè
    search
    Título

    Confira 5 práticas que podem ajudar quem tem asma a viver melhor

    Asma e Bronquite
    Sintomas

    Por

    A asma é uma doença respiratória que se caracteriza pela inflamação dos brônquios, canais que levam o ar até os pulmões, e que causa tosse, dificuldade para respirar, chiado e aperto no peito. Segundo a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), aproximadamente 20 milhões de brasileiros enfrentam diariamente os problemas provocados pela doença, mas algumas práticas podem melhorar a qualidade de vida de quem tem asma. Confira 5 exemplos, logo abaixo. 

    Praticar exercícios aeróbicos

     

    De acordo com a pneumologista Luiza Helena Costa, atividades como natação, caminhada e ciclismo podem gerar muitos benefícios, principalmente diminuindo a sensação de falta de ar. “Esses exercícios reduzem a falta de ar relacionada ao descondicionamento físico, diminuem o risco de doenças cardiovasculares e as dores no corpo, melhoram o sono e a disposição para as atividades diárias”, informa a especialista.

    Evitar a exposição à poeira

     

    Alguns fatores que podem desencadear as crises de asma são chamados de gatilhos. Entres os principais citados pela SBPT estão os ácaros, fungos e pelos de animais de estimação. A especialista explica que para o controle e a prevenção da doença, é essencial manter o ambiente de casa sempre limpo e livre de poeira: “Neste sentido, eliminar pontos de mofo e retirar carpetes e cortinas de pano da casa, principalmente do quarto, é muito importante. Uso de capas antiácaros em travesseiros e colchões podem, eventualmente, ajudar”.

    Não fumar

     

    O cigarro é um dos principais vilões para quem tem asma. É imprescindível que o paciente não fume e não esteja no mesmo ambiente que alguém que fume, porque a fumaça inalada pode agravar a inflamação dos brônquios, desencadear crises e aumentar os sintomas.

    Não se expor ao ar frio e seco

     

    Um ambiente com ar frio e seco pode ser muito prejudicial para os asmáticos, irritando os brônquios e piorando os sintomas. Por esse motivo, é recomendado que seja evitada ao máximo a exposição a ambientes refrigerados e se manter bem aquecido nos meses de inverno.

    Manter a vacinação em dia

     

    Por terem uma doença respiratória, pacientes asmáticos representam um grupo de risco para outras doenças pulmonares. Por isso, é fundamental se vacinar contra a influenza todos os anos, evitando que a gripe agrave os sintomas da asma e cause outras complicações.

     

    Dados da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT) : https://sbpt.org.br/portal/espaco-saude-respiratoria-asma/

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes