AchèAchè
    search
    Título

    Qual é a diferença entre broncoespasmo e broncoconstrição?

    Uncategorized

    Por

    Os termos broncoespasmo e broncoconstrição se referem à mesma coisa. Este fenômeno consiste na contração da musculatura dos brônquios, que são estruturas presentes nos pulmões. O efeito imediato disso é a dificuldade da passagem do ar pelas vias aéreas, o que compromete a respiração do paciente. 

    Fatores de risco da broncoconstrição


    “Não existe diferença, ambos são a mesma coisa. Este episódio, geralmente, leva a uma
    crise de falta de ar que pode ser fatal se não tratada adequadamente e a tempo”, informa o pneumologista Mauro Gomes. Além da falta de ar, outros sintomas importantes relacionados são: tosse, chiado e sensação de aperto no peito. 

    A presença de doenças pulmonares como asma e DPOC é um fator de risco importante para o desenvolvimento de broncoespasmo/broncoconstrição. Mas o problema também pode aparecer em função de doenças cardiovasculares ou como uma complicação de um quadro de bronquite – que faz parte da DPOC.

    Tratamento e prevenção do broncoespasmo


    “Para prevenir ou tratar broncoespasmo/broncoconstrição é necessário atuar diretamente na causa. Ou seja, buscar tratamento para infecções, asma ou DPOC”, afirma o Dr. Mauro. O tratamento das doenças pulmonares, que são as causas relacionadas mais recorrentes, depende muito do uso de medicamentos específicos que ajudam a controlar os sintomas. 

    Esses medicamentos produzem o efeito oposto ao da broncoconstrição/broncoespasmo, ou seja, estimulam a broncodilatação (dilatação dos brônquios). Dessa forma, contribuem para facilitar e melhorar a respiração dos pacientes. Além dos remédios, é importante se manter longe dos fatores de risco das doenças pulmonares, como as substâncias que deflagram as crises alérgicas.

     

    Foto: Shutterstock

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes