AchèAchè
    search
    Título

    Calvície: qual é a hora de procurar ajuda médica?

    Uncategorized

    Por

    A calvície, caracterizada pela intensa queda de cabelo, é um problema que afeta a autoestima de muitas pessoas, especialmente dos homens – principal público-alvo da condição. A principal dúvida da pessoa que está passando por esse processo de perda capilar é: qual o melhor momento de procurar ajuda médica para dar início ao tratamento? Pensando em responder essa questão, a equipe do Cuidados Pela Vida entrevistou a dermatologista Elizabeth Senra, que contou o que é calvície, quais são seus primeiros sinais e como tratá-la. Confira!

    Quando a queda de cabelo pode ser tratada como calvície?

     

    A calvície, também conhecida como alopecia androgenética, é um tipo de queda de cabelo predeterminada, conforme explica a especialista: “Como o próprio nome já diz, a condição tem uma base genética e uma fase dependente de hormônio androgênico. Então, começamos a suspeitar do seu diagnóstico quando estamos diante de uma queda capilar, que geralmente não é muito intensa, mas está mostrando cada vez mais o couro cabeludo, como é o caso de um paciente com pais, tios ou avós calvos”. 

    Já em mulheres, essa queda pode estar acompanhada da síndrome do ovário policístico, mas nem sempre é fácil definir: “Muitas mulheres apresentam cabelo fino desde criança. Também é muito comum o desenvolvimento da calvície feminina após o parto, quando acontece a queda de cabelo conhecida como eflúvio pós-parto esperado”. Neste caso, algumas mulheres não conseguem recuperar os cabelos, pois tinham uma genética de alopecia androgenética no seu DNA.

    Quando o paciente deve procurar ajuda médica para a calvície?

     

    A resposta é: quanto mais cedo, melhor! A dermatologista afirma que o período ideal para procurar ajuda médica seria no momento em que os pais calvos levam os filhos pré-adolescentes para uma consulta de rotina, pois é nesta fase que a prevenção se torna mais importante. “Agora, sem dúvida, este não é o costume de muita gente, então quanto antes começarmos o tratamento, conseguimos atuar de maneira preventiva, postergando o acometimento dos folículos”, garantiu a médica. 

    Como é feito o tratamento da calvície?

     

    Dra. Elizabeth conta que existem dois tipos de medicações aprovadas e que podem ser administradas em casa com a indicação de um especialista, sejam de uso tópico ou oral: o minoxidil e a finasterida. Além desses, a médica indica uma série de terapias emergentes com uma taxa de repilação bastante convidativa: “São tratamentos de fotobioestimulação, lasers, fatores de crescimento, terapia regenerativa, microperfusão de medicações (MMP) e outras técnicas minimamente invasivas que aceleram o processo e geram maior autoestima dentro do universo da calvície”.

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes