AchèAchè
    search
    Título

    A ansiedade pode atrapalhar a respiração de pessoas com asma?

    Asma e Bronquite

    Por

    A asma é uma doença respiratória que pode ter seu quadro agravado por diferentes fatores, dentre eles a ansiedade. Os altos níveis de estresse causados por esse transtorno psicológico alteram as funções do organismo, o que pode desencadear uma crise asmática intensiva. O alerta é feito pelo Dr. Adelmir de Souza Machado, membro do Departamento Científico de Asmas da ASBAI (Associação Brasileira de Alergia e Imunologia), com quem conversamos sobre a relação entre asma e ansiedade, quais são os gatilhos para as crises e como amenizá-las.  Confira!

     

    A ansiedade pode piorar a asma e desencadear crises asmáticas

     

    Segundo o especialista, a ansiedade pode aumentar a dificuldade de respirar e a falta de ar de uma pessoa asmática. “A ansiedade piora a asma, não só pela sensação elevada da dispneia, mas também porque o próprio estresse faz com que o organismo desenvolva vários mecanismos de defesa e isso pode fazer com que haja mais inflamação, falta de ar,  taquicardia e culminar em um quadro mais grave”, afirma.

     

    Ele explica que o estresse causado pela ansiedade, bem como situações estressantes de modo geral, modificam o ritmo de funcionamento do organismo, incluindo a respiração e os batimentos cardíacos.

     

    “O estresse pode alterar várias funções do organismo, fazendo com que haja uma aceleração não só da respiração, como também do coração. É muito comum que durante as crises de ansiedade, a resposta mais vigorosa a um estressor ou até um estado de espírito estressor, faça com que os indivíduos tenham mais sensação de angústia, falta de ar, desenvolvam até algum pânico e, por isso, agravem os seus sintomas de asma e falta de ar”, destaca Dr. Adelmir.

     

    Todo o estresse decorrente da ansiedade pode não apenas intensificar as crises de asma, mas também provocá-las. “Algumas crises de asma podem ser desencadeadas por estresse em alguns indivíduos. E, uma vez desencadeada, todos os outros mecanismos imunológicos e de fechamento de brônquios, produção de secreção, podem agravar por demais as crises”, diz.

     

    A asma também pode servir de gatilho para crises de ansiedade

     

    Se a ansiedade pode provocar e piorar as crises de asma, o inverso também é possível. O Dr. Adelmir explica que muitos pacientes asmáticos têm seu comportamento alterado por conta dos sintomas. “A asma por si só gera desconforto, nervosismo, ansiedade e até tristeza por causar um distanciamento social. Alguns pacientes não podem fazer suas atividades normais regulares e evitam-nas com medo de entrar em crise. Alguns subgrupos, como os adolescentes, não querem dizer que têm asma, não querem estar em público com bombinha ou outro dispositivo para asma porque isso pode se tornar um motivo para bullying ou comentários”, relata.

     

    Ansiedade vs. Asma: como controlar a respiração e amenizar o sofrimento

     

    Para o especialista, a melhor forma de lidar com a asma e a ansiedade é tratando as duas doenças simultaneamente, fazendo a associação de diferentes métodos. “No longo prazo, pacientes com asma e ansiedade precisam tratar todo o conjunto de doenças como uma só. Solicitar auxílio do médico e do psicólogo para o manejo dessas duas complicações. O tratamento da ansiedade pode ser feito com medicação e terapias. No tratamento farmacológico, o médico pode ser um psiquiatra ou clínico e adicionar alguma medicação que reduza a ansiedade”, sugere.

     

    A adoção de uma rotina saudável também pode ajudar a conter o estresse e, consequentemente, as crises no dia a dia. “Ioga, relaxamento, mindfulness… essas técnicas de relaxamento funcionam bem a longo prazo porque ajudam o paciente a lidar com situações agudas de estresse. Além disso, esses pacientes devem ter uma boa alimentação, fazer exercícios físicos e ter um bom sono para que possam conseguir lidar com os estresses. Dessa forma, também é possível desviar sua atenção desses gatilhos quando aparecerem e não entrar nesse ciclo de mais asma por causa da ansiedade e mais ansiedade por causa da asma”, recomenda o doutor.

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes