Quais são os primeiros sintomas que indicam a presença da esquizofrenia?


  • +A
  • -A

A esquizofrenia é um transtorno psiquiátrico considerado bastante complexo pela Medicina. Ela faz com que o indivíduo perca a noção da realidade e tenha dificuldade de diferenciá-la de pensamentos e ideias imaginadas. As estimativas mais recentes apontam que mais de dois milhões de brasileiros sofrem com o problema, inclusive crianças, já que a esquizofrenia pode se manifestar na infância.

De acordo com o psiquiatra Miguel Boarati, a doença apresenta sintomas psicóticos desde a primeira crise. Eles são classificados como sintomas positivos e negativos. “Os positivos são os delírios, alucinações e agitação psicomotora e os negativos, o isolamento social, deterioração cognitiva e dificuldade de expressar emoções”, explica o médico.

Comportamentos da esquizofrenia


Um dos delírios mais comuns em que tem a esquizofrenia é a crença de que está sendo perseguido. Os pacientes podem ouvir vozes e ter alterações no pensamento e dificilmente são convencidos do contrário. Já os sintomas negativos são, normalmente, indicativos de um prognóstico pior, segundo Boarati.

Existem alguns tipos de comportamento que podem chamar a atenção dos familiares e amigos e que indicam a presença da esquizofrenia. “O comportamento do indivíduo pode mudar de forma abrupta ou gradativa. O paciente começa a se isolar, ficar quieto ou com olhar vazio”, afirma o médico. Em outros casos, o indivíduo tem muito medo, se esconde e diz que alguém está querendo matá-lo.

A importância e o funcionamento do tratamento contra a esquizofrenia

O diagnóstico precoce ajuda a evitar o progresso da doença e dos sintomas. A cada crise psicótica, o paciente piora seu quadro. Alguns não conseguem mais trabalhar, se cuidar e se relacionar com outras pessoas. O uso de medicação indicada por um psiquiatra permite a remissão dos sintomas e a reabilitação do paciente.

A atuação da família é fundamental para garantir que o esquizofrênico inicie e siga o tratamento. Com os sintomas psicóticos ativos, o indivíduo pode se recusar a usar os medicamentos por acreditar que alguém deseja seu mal. Às vezes, é necessário que ele seja internado para sua proteção e também de sua família. É fundamental que os familiares e o paciente, quando estabilizado, entendam a gravidade da doença e a necessidade de tratamento permanente.

Dr. Miguel Angelo Boarati é psiquiatra formado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP e atende em São Paulo. CRM-SP: 85105

TAGS
esquizofrenia
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Quais são os primeiros sintomas que indicam a presença da esquizofrenia?"

Marcia

Eu não sei o que eu tenho cheguei até aqui pesquisando pra tentar me intender!eu não aguento mais isso eu escuto vozes eu vejo coisas eu tenho medo dos meus pensamentos as vezes meus pensamentos são muito ruim e parece que é como se existisse mais tres de mimdentro de mim na minha cabeça tem muito mais mas estou com sono porisso não vou escrever muito eu tenho emprego soi casada tenho filhos era pra eu ser muito muito feliz e na maioria das vezes eu sou so que não pode acontecer nada que meio q me magoe ou me contrarie que eu quase surto dentro de mim quando tento me ver só vejo uma pessoa bm agachada sentada abraçada nas pernas em uma sala escura sem janela e sem porta euqueria saber porque vejo isso porque eu não posso ser normal eu me seguro muito porque sempre parece que eu vou surtar eu tenho 25anos e isso e desde bm novinha com 12 anos foi a primeira vez q tentei me matar com 16foi a segunda com 18 foi a terceira e com 24 foi a ultima tentei nao pensei muito muito mas nunca tive coragem porque eu não quero ir pro inferno eu so queria q alguém me ajudasse a me intender mas não consigo procura ajuda de um profissional

Cuidados Pela Vida

Olá Marcia, seu relato demonstra uma luta constante contra um problema, que aparentemente você ainda não sabe qual é. A esquizofrenia é um transtorno psiquiátrico considerado bastante complexo pela Medicina. Estima-se que cerca de 1% da população mundial sofre com a esquizofrenia, que é uma doença séria, com diferentes manifestações, como por exemplo alucinações e delírios, desorganização do comportamento e, em alguns casos, agitação psicomotora. De acordo com a psiquiatra Cristiane Lopes, a esquizofrenia só pode ser diagnosticada por exclusão, ou seja, só é possível identificar a doença depois de descartar outros transtornos psiquiátricos. O diagnóstico precoce previne contra a piora da doença e ajuda a manter a qualidade de vida e a autonomia do paciente. O profissional indicado para avaliar os sintomas e diagnosticar corretamente é o psiquiatra. Dessa forma a aconselhamos a verificar em sua localidade um profissional que a atenda, pois de posse do diagnóstico ele vai te dar todas as orientações necessárias para tratar o problema.
Desejamos sucesso na busca do profissional e sinceras melhoras.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.