Quais são as consequências da puberdade precoce no longo prazo?

  • +A
  • -A

A puberdade precoce pode gerar consequências a longo prazo caso não seja devidamente tratada. Quando o transtorno é rapidamente observado e diagnosticado e o tratamento é iniciado também rapidamente, a tendência é que a criança não sofra mais com o problema e nem com prejuízos futuros. Para isso, é fundamental que os pais estejam sempre atentos a mudanças físicas e comportamentais de seus filhos. 

Principais consequências no longo prazo


“A
puberdade precoce pode causar menarca (primeira menstruação) muito cedo nas meninas e baixa estatura em ambos os sexos, o que pode impactar toda a vida adulta dos pacientes. Porém, isso só vai ocorrer se o tratamento adequado não for adotado desde o início dos sintomas, ainda na infância”, explica a pediatra Cintia Mirella Lago da Fonseca. 

Vale ressaltar que a puberdade precoce consiste no aparecimento antes da hora das primeiras manifestações físicas típicas de indivíduos adultos (características sexuais). De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), considera-se como precoce a puberdade que surge antes dos oito anos de idade, nas meninas, e antes dos nove anos, nos meninos. 

“É importante que os pais e pediatras estejam atentos aos sinais, como início das mamas e pêlos, nas meninas, e aumento dos testículos e também dos pêlos, no caso dos meninos”, orienta a especialista. Além disso, podem surgir pêlos pubianos, pêlos axilares, odor axilar, acne e aumento da oleosidade da pele, ainda segundo a SBP.

Tratamento para controle da puberdade precoce


O tratamento contra a puberdade precoce se baseia no uso de medicamento aplicável (injeção), o qual é capaz de inibir a liberação e ação dos hormônios sexuais associados ao período de puberdade. Normalmente, a aplicação é mensal ou trimestral e deve ser mantida até a criança atingir a faixa etária correspondente à puberdade, de fato. A partir daí, não é preciso mais “frear” os hormônios, já que o momento será propício.

 

Dados da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP): https://www.sbp.com.br/especiais/pediatria-para-familias/desenvolvimento/puberdade-precoce/

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Cintia Mirella Lago da Fonseca

Dra. Cintia Mirella Lago da Fonseca

Pediatria

CRM: 982822 / RJ

TAGS
crescimento

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Quais são as consequências da puberdade precoce no longo prazo?"
Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.