Depressão: como fazer para o término de um relacionamento não te abalar?


  • +A
  • -A

O término de um relacionamento, seja ele namoro ou até mesmo um casamento, normalmente gera sentimentos de tristeza e frustração nas pessoas envolvidas, podendo, em alguns casos, desenvolver até mesmo uma depressão. Quando este caso mais sério ocorre, diz-se que o término funciona como um “gatilho” para “despertar” os sintomas depressivos no indivíduo. Para evitar que isso aconteça, é importante buscar manter o psicológico bem estruturado.

Sentimento de perda e luto é normal em todo término de relacionamento


“O término de um relacionamento não deverá necessariamente causar um abalo psicológico. Graus razoáveis de satisfação e maturidade das pessoas envolvidas, boa qualidade da relação e percepção de que a mesma finalizou permitem um bom término. Mas existem situações em que o relacionamento é pautado em abusos, dependência, fragilidade emocional e outros fatores que podem fazer com que um término cause sérios abalos psicológicos”, afirma o psiquiatra Miguel Angelo Boarati.

O sentimento de perda e luto normalmente se fará presente mesmo em situações de maturidade, pois são reações normais, saudáveis e autolimitadas. Passam com o tempo. “Quando se busca viver relacionamentos saudáveis, em que ambos os integrantes estão satisfeitos, não abrem mão de sua individualidade e têm maturidade para lidar com o término, este processo de separação não resulta em um quadro depressivo, apenas no luto inicial considerado normal”.

Depressão após término deve ser tratada com ajuda de especialistas


A depressão tende a ocorrer mais em pessoas que desenvolvem relacionamentos tóxicos ou de muito dependência,
exigindo a busca por ajuda especializada (psicológica ou psiquiátrica). “Quando não há essa busca, existe a possibilidade da pessoa não se recuperar ou se envolver em um novo relacionamento com o mesmo padrão de funcionamento”.

O especialista deverá ajudar o paciente a se conhecer e a trabalhar seus sentimentos de dependência em relação ao outro. Ele é indicado em casos de término seguido de depressão ou não. “Nos casos mais graves, em que surge a depressão, pode ser necessário o tratamento com antidepressivos para a remissão dos sintomas e recuperação clínica. Mas a psicoterapia também é essencial nesse processo”.

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 

Dr. Miguel Angelo Boarati

Psiquiatria

CRM: 85105 / SP

TAGS
depressao
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

3 comentários para "Depressão: como fazer para o término de um relacionamento não te abalar?"

Juari Barbosa

Deixo como complemento do artigo esse post https://comovencerdepressao.com.br/livro-depressao-voce-nao-esta-sozinho/

Leonor

Agradeço a ajuda é de grande ajuda.Passei exatamente por isso. Abraços

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Leonor, ficamos felizes que tenha gostado! Nossa intenção é que todos tenham acesso a informação e possam assim cuidar da saúde. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.