A poluição atmosférica pode, com o tempo, desencadear uma DPOC?


  • +A
  • -A

A DPOC pode ser ocasionada por alguns fatores, sendo o contato com a poluição atmosférica um dos mais relevantes. Isso porque a poluição, assim como a fumaça inalada por fumantes ativos e passivos, contribui para a ocorrência de uma inflamação nos pulmões e nos brônquios. Com isso, os tecidos pulmonares são danificados, o que leva à dificuldade de respirar, um dos sintomas mais característicos do quadro.   

Tempo de exposição à poluição atmosférica é determinante para que DPOC se manifeste


“A poluição atmosférica pode ser um fator para desencadear a DPOC com o tempo. Isso ocorre, geralmente, pela ação de substâncias que provocam um
processo inflamatório crônico dos brônquios. A manifestação do quadro depende do tempo de exposição, mas é claro que pode acontecer. Ainda não se sabe ao certo o tempo necessário em contato com a poluição para que a DPOC apareça, mas sem dúvidas esse contato tem potencial para desencadear a doença”, afirma o pneumologista e geriatra José Eduardo Martinelli.

Segundo o especialista, a ação da fumaça e poluição ao longo do tempo no organismo contribuindo para o desenvolvimento da DPOC pode ser observada no caso das pessoas que cozinharam muito tempo em fogão a lenha – a maioria mulheres. “O fogão a lenha é uma biomassa que pode ocasionar uma DPOC com o tempo e com uma certa gravidade. Da mesma forma, várias condições de poluição atmosférica também podem desencadear a DPOC com o tempo”, explica o médico.

Tratamento e prevenção contra DPOC


Tendo em vista o impacto da poluição e da fumaça na saúde pulmonar e respiratória pelo risco de DPOC, fica evidente a necessidade de evitar o contato com esses fatores que comprometem os pulmões. “O mais importante de tudo é afastar a possibilidade de entrar em contato com os poluentes que podem desencadear esse processo”, alerta o Dr. Martinelli.

Além de se afastar do cigarro e da poluição, na medida do possível, é essencial adotar o tratamento medicamentoso, caso a DPOC já tenha sido diagnosticada. Os remédios recomendados ajudam a controlar os sintomas, a inflamação dos brônquios e o quadro como um todo. Como a doença é crônica, ou seja, pode durar por anos ou pela vida toda, é bem provável que o uso dos medicamentos tenha que ser contínuo.

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. José Eduardo Martinelli

Dr. José Eduardo Martinelli

Geriatria

CRM: 27875 / SP

TAGS
cigarro
dpoc
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

8 comentários para "A poluição atmosférica pode, com o tempo, desencadear uma DPOC?"

Edna nunes

Bom dia tenho renite alergica desde 20 anos mas sinto os sintomas algumas vezes ja morei em casa que tinha mofo foi nessa epoca que fiquei cm renite e temos uma gata alguns medicos disseram que pelo de gato faz mal mas eu minha filha nao dispensamos a gatinh a ela ja tem 15 anos e moramos em apartamento proximo a marginal .queria saber se tudo acima que mencionei e veridico.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Edna. Agradecemos por compartilhar seu comentário. Os pacientes que receberam o diagnóstico da rinite podem ter cães e gatos em casa. No entanto, é importante ter alguns cuidados para prevenir o aparecimento dos sintomas. Veja mais matérias sobre o assunto através do nosso site, em: https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/asma-e-bronquite/rinite-alergica-gatos-cachorros . Abraços!

Regiane Ferreira

Meu nome é Regiane, tenho 43anos e sempre sofri com problemas respiratórios. Mas agora com a obesidade mórbida (142kg com 1.55m) tudo tem piorado.Faço uso de duas bombinhas: o Alenia, diariamente e o Salbutamol na hora das crises (esse as vezes nem resolve).Qualquer esforço que faço, por mínimo que seja, parece que meu coração vai explodir. Tomo banho sentada e no final parece que caminhei por km.Estou desde 2012 esperando para fazer a bariátrica e nunca deu certo. Já peguei as cartas com os especialistas 2 vezes, mas se nas duas o prefeito cortou a verba do Hospital onde ia operar.Tenho medo de morrer. Tenho duas filhas de 15 e 11 anos que precisam de mim. E tenho medo de não resistir durante uma crise respiratória.Obrigada desde já pela atenção.Regiane Ferreira

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Regiane. Recomendamos que retorne em consulta com seu médico e relate os incômodos que sente, o mesmo irá avaliar e se necessário indicar um novo tratamento de acordo com seu caso. Em seu relato demonstrou o quanto esta sendo forte, estamos torcendo por você! Enviamos um e-mail para obtermos mais informações sobre a situação. Um grande abraço!

Gilcea Ferreira da Silva

Amei ter lido esse texto super concordo com tudo. Sou asmática e sei muito bem como é difícil respirar quando estou na crise.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Gilcea. Ficamos gratos que tenha gostado, você nos empenha a sermos cada vez melhores. Continue nos acompanhamento para mais conteúdos como este! Até breve.

Isabel Cristina de Oliveira Pinto

Boa noite! Me chamo Isabel,sou paciente DPOC. Tenho dificuldade até pra me secar após o banho.As vezes tenho que levar o nebulizador até pra fazer o número 2 me desculpe a sinceridade. A minha vida parou , e horrível pois tinha uma vida bem movimentada. Pois sou técnica em enfermagem amo minha profissão, onde moro tem 4 caminhoneiros 2 de cada lado eu no meio como isso me faz mal.Faço uso de spiriva. Alenia onbrize salbutamol como SOS e nebulização de 4/4h 1 x com Atrovent as outras com soro. Poxa onde vou tenho que levar o nebulizador. Essa é um pouco da minha história da minha vida não pois apesar de td estou viva.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Isabel. Entendemos sua situação e ficamos felizes em saber que segue forte no tratamento. Desejamos progresso, e torcemos por você! Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.