Qual é a diferença entre broncoespasmo e broncoconstrição?


  • +A
  • -A

Os termos broncoespasmo e broncoconstrição se referem à mesma coisa. Este fenômeno consiste na contração da musculatura dos brônquios, que são estruturas presentes nos pulmões. O efeito imediato disso é a dificuldade da passagem do ar pelas vias aéreas, o que compromete a respiração do paciente. 

Fatores de risco da broncoconstrição


“Não existe diferença, ambos são a mesma coisa. Este episódio, geralmente, leva a uma
crise de falta de ar que pode ser fatal se não tratada adequadamente e a tempo”, informa o pneumologista Mauro Gomes. Além da falta de ar, outros sintomas importantes relacionados são: tosse, chiado e sensação de aperto no peito. 

A presença de doenças pulmonares como asma e DPOC é um fator de risco importante para o desenvolvimento de broncoespasmo/broncoconstrição. Mas o problema também pode aparecer em função de doenças cardiovasculares ou como uma complicação de um quadro de bronquite – que faz parte da DPOC.

Tratamento e prevenção do broncoespasmo


“Para prevenir ou tratar broncoespasmo/broncoconstrição é necessário atuar diretamente na causa. Ou seja, buscar tratamento para infecções, asma ou DPOC”, afirma o Dr. Mauro. O tratamento das doenças pulmonares, que são as causas relacionadas mais recorrentes, depende muito do uso de medicamentos específicos que ajudam a controlar os sintomas. 

Esses medicamentos produzem o efeito oposto ao da broncoconstrição/broncoespasmo, ou seja, estimulam a broncodilatação (dilatação dos brônquios). Dessa forma, contribuem para facilitar e melhorar a respiração dos pacientes. Além dos remédios, é importante se manter longe dos fatores de risco das doenças pulmonares, como as substâncias que deflagram as crises alérgicas.

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Mauro Gomes

Dr. Mauro Gomes

Pneumologia

CRM: 59917 / SP

TAGS
asma
bronquite
dpoc
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Qual é a diferença entre broncoespasmo e broncoconstrição?"

Marcelo Ferreira Da Silva

Olá bom dia eu li a matéria e achei muito interessante eu na minha infância tive bronquite, já fui um tabagista hoje não sou mas graças a Deus, Mas tenho algumas dificuldades para respirar, faço uso de Um brônquio dilatador que é o alerta 21/400 E as vezes faço uso do aerodin e o certo

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Marcelo! Obrigado por compartilhar conosco esta notícia. Ficamos muito felizes que tenha conseguido largar o tabaco, é um passo muito importante. Que bom que já está em tratamento, acreditamos que seguindo as orientações do médico, a dosagem do medicamento, você conseguirá se livrar dessa dificuldade com a respiração. Estamos alegres com o seu progresso e estamos torcendo para que continue melhorando! Até a próxima.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.