Crise de asma: o que fazer quando a bombinha não estiver por perto?


  • +A
  • -A
Imagem do post Crise de asma: o que fazer quando a bombinha não estiver por perto?

Conviver com problemas respiratórios, como a asma, é um desafio para muitos brasileiros. Além de incomodar bastante no dia a dia, é preciso se cuidar para que a doença não cause uma complicação mais grave. E uma das formas de auxílio no tratamento é a utilização de bombinhas e inaladores.

Os sintomas iniciais de uma crise de asma são tosse, falta de ar, respiração ofegante e sensação de cansaço constante. Em crianças, é possível observar a barriga “entrando e saindo debaixo da costela” e escutar o chiado no peito, que é chamado de sibilos.

Manter a calma e procurar atendimento médico é importante

 

Independentemente da idade, seja criança ou adulto, caso a pessoa tenha uma crise de asma e não tenha por perto uma bombinha, que é considerada uma “medicação de resgate”, a primeira coisa a se fazer é manter a calma e procurar um atendimento médico o mais rapidamente possível.

“É necessário ficar calmo para fazer o que precisa ser feito, e, nesse caso, o mais importante é levar a pessoa em crise para um pronto-socorro, um local onde terá acesso às medicações de resgate da asma”, orienta a alergista Érica Azevedo, que também destaca o cuidado de não esquecer da bombinha quando estiver na rua, já que uma crise pode ocorrer a qualquer momento.

Paciente com asma precisa de acompanhamento de um especialista

 

Para saber se a crise de asma chegou ao fim, o próprio paciente deve reconhecer as situações que desencadeiam o problema, como fumaça de cigarro ou qualquer outro cheiro forte, e evitá-las. No entanto, a atenção médica não deixa de ser fundamental nessas horas.

“O paciente com asma deve ser acompanhado por um especialista, a asma é uma doença crônica e pode ser fatal. Se estiver sem acompanhamento, ou seja, sem a bombinha, ou até mesmo sofrendo a primeira crise, é importante que seja avaliado por um médico, na emergência ou pronto-socorro. Depois de devidamente tratada, o médico liberará o paciente para suas atividades normais e fazer o encaminhamento para um especialista”, explica Dra. Érica.

Dra. Érica Azevedo é alergista e imunologista pela Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (Asbai).  Atende em seu consultório na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro/RJ – CRM: 52-83907-8 –  ericaazevedo.com.br

Foto: Shutterstock

TAGS
asma
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

20 comentários para "Crise de asma: o que fazer quando a bombinha não estiver por perto?"

Cristina Filadelfo

Tenho asma muito forte as crises mas depois que começei a tratar com bombinha melhorei muito

Janaina Rodrigues Brasileiro

Meu nome é Janaina,sou mãe de uma menino de 9 anos.Apos descobri que ele está com asma,passamos no pneumologia e começamos o tratamento com a bombinha Aerolin e Seredite.Estou percebendo que a crise de tosse está vindo com frequência no meio da noite,e ele ainda não sabe administra a sua respiração quando começa a tosse,e acaba ficando se. Ar.O que posso fazer pra ajudar ele quando a crise chega.Preciso muito de um auxílio,nunca passei por essa situação e já estou entrando em desespero.

Cuidados Pela Vida

Olá Janaina. É difícil indicarmos algo sem examiná-lo, mas é importante manter a região dos pulmões sempre aquecido. Se preferir, nós temos uma equipe de teleorientação que podem te dar outras dicas. O telefone é: 0300 118 1006. O serviço é gratuito e funciona 24h. Abraços

Caroline Azevedo

olá! sofro de asma já tem um tempo,e quando as crises vem,muita das vezes nem o inalador e nem a bombinha resolve.Eu tenho que ir imediatamente em um pronto socorro ou continuar insistindo com o inalador até dar certo?

Cuidados Pela Vida

Olá Caroline. O ideal é você consultar um médico pneumologista e procurar o tratamento ideal para o seu caso. Com o uso do inalador você não deveria estar tendo essas crises de asma. Abraços

Naiara A.cardoso

Depois de grande eu com mesus 25 anos apareci com sintomas de asma. Começei a ter tosse frequentimente falta de ar. Coriza qnd ia eliminar oeira varrer meu quintal. Só que nao ficava so nisso começei ter falta de ar sempre apos fazer meus afazeres. Até então fui ao clinico geral,esclareçi a ele oque estava sentindo , ele me disse que era so uma alergia a poeira e que logo ia passar. Entao ele me receitou loratadina. Tomei por cinco dias a tosse ea coriza sim passaram mas a falta de ar com frequencia continuaram. Fiquei suportando isso porquase dois anos . Um dia me bateu uma crise que pensei que fosse morrerFui em um p.a tive que esperar por duas horas pra ser atendinda quase nao consegui falar e respirar ao mesmo tempo. Entao a medica que me atendeu so de olhar pramim naquele estado ela me fez uma pergunta , vc tem asma? Eu disse bom eu tenho quase certeza que seja mas outro medico me disse que seria so uma alergia. Entao ela vendo o meu estado ela me receitou me deu uma receita com nome Aerolyn disse pra mim fazer o uso caso de crise e mandou que eu pedise um encaminhamento pro medico clinico que eu estava fazendo acompanhamento pro pnelmologista. Enfim . Fui medicada no p.a vim pra casa melhor peguei o encaminhamento pro penelmologista dei entrada no sus mas ja fez um ano que ainda nao conseguir passar por esse medico. Hj estou com 28 anos . Faso uso so do Aerolyn mas nen sempre é o suficiente. Na hora do aperto eu passo a noite no pronto atendimento. É dificil! Fora a demora que passo aguardando porque asmatico nao tem preferencial ‘euacho’ Minha rotina mudou completamente com tudo isso. Gostaria de saber porque fui ter asma depois de jovem sendo que quando criança nao tive. Obrigado ! Espero que me responde eu agradeço por tirar minhas duvidas.

Cuidados Pela Vida

Olá Naira, a asma não tem idade para começar. Com o tempo, a musculatura do aparelho respiratório perde elasticidade. Há modificação dos fluxos respiratórios, e o sistema imunológico fica mais fraco. Isso tudo, aliado à predisposição genética e aos fatores ambientais, como a poluição, pode facilitar o aparecimento das crises de asma. Abraços

Juliana

Olá, também fui ter asma depois de grande, acredito que desencadeou quando fui morar num ambiente com alguns animais de estimação. Tive duas crises assustadoras, sendo uma após uma situação de muito estresse e outra durante um exercício físico o qual estava acostumada a fazer. Tem alguma relação ou pode ter sido coincidência?

Pedro Henrique

Meu Deus ,Sofro com falta de ar já tem uns 5 anos ,tenho 16 anos hoje.nao aguento mais isso,a falta de ar vem mais na hora de dormir ,quando eu não tenho nenhuma bombinha aerolyn.Só Deus pra nós Ajudar,Se vai no P.A é uma década pra ser atendido, não sei oque faço.

Elisluce

Olá meu nome é elisluce tenho 20 anos ,e desde dos 6 anos tenho asma .essa semana mesmo tivir ataque que ñ conseguir dormir nenhum dia ,É tão ruim isso que eu pergunto a deus o que eu fiz pra merece isso e mando ele mim tirar logo desse mundo que eu ñ aguentou mais sofre ñ Tenho uma filha de 2 anos ela manda eu pegar ela num colo ,fico com pena dela que ñ posso pegar.

Cuidados Pela Vida

Olá Juliana, a asma é uma doença que se caracteriza por uma maior sensibilidade do sistema respiratório. Isso significa dizer que, ao entrar em contato com substâncias e microrganismos estranhos, os brônquios iniciam um processo inflamatório que pode causar falta de ar, sudorese, tosse com ou sem muco, dores no peito e até deixar os lábios azulados.As crises asmáticas são desencadeadas pelo contato com agentes que irritam e provocam a inflamação dos brônquios.

Cuidados Pela Vida

Oi Pedro Henrique, o médico do Pronto Atendimento irá tentar aliviar o incômodo daquele momento, no entanto doenças como asma devem ser tratadas e acompanhadas por um médico especialista. Tente marcar uma consulta. Melhoras.

Andarha

To com uma crise de asma agora muito forte sem bombinha e sem nenhum tipo de remédio ou assistencia meu peito doi muito oque eu faço?

Cuidados Pela Vida

Oi Elisluce, segundo o pneumologista José Eduardo Martinelli, a asma é considerada um problema reversível e, fora das crises, os pacientes realizam normalmente as atividades do dia a dia, desde que realizem o tratamento adequado. Como forma de prevenção, existem técnicas que ajudam o paciente a respirar sem dificuldade. O yoga, por exemplo, é muito indicado porque ensina a controlar a respiração e também auxilia os praticantes a manterem a calma durante uma crise e, assim, a saírem dela com mais facilidade. Lembre-se que é muito importante realizar um acompanhamento periódico com o médico especialista. Abraços.

Cuidados Pela Vida

Oi Andarha, como afirma a especialista Dra. Érica Azevedo: “O paciente com asma deve ser acompanhado por um especialista, a asma é uma doença crônica e pode ser fatal. Se estiver sem acompanhamento, ou seja, sem a bombinha, ou até mesmo sofrendo a primeira crise, é importante que seja avaliado por um médico, na emergência ou pronto-socorro”. Melhoras.

Priscila

Olá sou a priscila tenho uma filha de 4 anos ela desenvolveu asma, entrei em tratamento com ela por 60 dias mais não foi o suficiente para melhorar ainda tem crises principalmente de tosse fico desesperada quando vejo tossindo fica sem respirar por que a tosse não dá espaço tenho inalador em casa faço sempre que possível mais cada vez que dá a crise vem com mais força. Doutora devo ir novamente ao médico para iniciar um novo tratamento?

Cuidados Pela Vida

Oi Priscila, como afirma o especialista Dr. Ramiro Sienra: “A monitoração da doença em consultas regulares pode prevenir exacerbações da doença, uma vez que são abordados temas como o uso correto do dispositivo inalatório, o combate a alérgenos e desencadeantes, além do controle de morbidades que pioram a asma”. Abraços.

Marlene da frota figueira

Olá!minha filha é asmática desde criança.Hoje já é adolescente e vai ser mãe.Tem crises constantes que se resolve com as bombinhas.Poderá ter algum problema causados pelas medicações hidrocortizona?

Cuidados Pela Vida

Oi Marlene, os remédios para asma na gravidez podem ser os mesmos que a mulher já usava antes de engravidar. Lembrando que é importante que ele faça o pré-natal corretamente para que mãe e bebê permaneçam saudáveis. Abraços.

Bia

Boa Tarde pessoal, a asma no meu caso, desencadeou na gravidez da minha filha, tinha dias que eu precisava dormir sentada de tanta falta de ar que sentia. Depois que ganhei ela, começaram as crises fortes que achei que ia morrer, o único jeito que consegui acalmar e passar logo foi, ficar calma, não conversar com ninguém, ficar isolada debaixo de uma ducha, respirando calmamente. O engraçado é que sempre quando atacava, justamente o nariz ficava entupido, até hoje não sei o motivo kkk, porque assim, já não consegue respirar direito ainda o nariz entope ( só Deus pra ajudar ), demorou para descobrir que era ASMA, até exame de alergia eu fiz, e deu que eu era alergica de tudo kkkk, ( dai marquei uma consulta com o pneumologista, e justo nesse dia, deu a crise…Graças a Deus fui no médico ele me passou remédio para desinflamar os blonqueos e naquela mesma noite dormi, como a 2 anos não tinha dormido, hoje eu faço uso da bombinha DPI FOSTAIR. Me sinto super bem…Uso constante. Só Deus para nos curar.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.