O que é agorafobia? Transtorno psíquico está relacionado à ansiedade


  • +A
  • -A

A agorafobia é um transtorno psiquiátrico que se encaixa entre os diferentes distúrbios de ansiedade. Seu nome ajuda a explicar o significado do problema: a palavra “ágora” era utilizada pelos gregos para falar de locais públicos em que eram feitos encontros, enquanto o termo “fobia” faz referência ao medo. Quem é diagnosticado com agorafobia tem medo de estar em lugares com muitas pessoas, especialmente aqueles dos quais será difícil sair.

As crises podem afetar o paciente em uma grande variedade de espaços. “Costumam acontecer em locais abertos como shopping centers, ruas e locais de multidão, mas também em ambientes fechados como trens, metrôs e ônibus. Normalmente, passam a ocorrer a partir do desenvolvimento de ataques de pânico sucessivos, em que o paciente passa a temer ter uma nova crise súbita e não conseguir sair rapidamente”, diz o psiquiatra Miguel Angelo Boarati.

Sensação forte de medo e taquicardia são sintomas da agorafobia


Existem vários níveis de intensidade da agorafobia. No mais leve, o problema não gera muitos transtornos e o tratamento é mais fácil, mas no estágio mais grave, o dia a dia do paciente fica bastante comprometido. “Ansiedade súbita e medo intenso, associados a sintomas como taquicardia, sudorese fria, sensação de perda de controle e formigamento nas extremidades do corpo” são os
sintomas que aparecem no quadro, segundo o médico.

É importante iniciar o tratamento com rapidez para impedir a piora da agorafobia, cujas medidas são semelhantes ao tratamento da síndrome do pânico. Geralmente, o paciente recebe medicações antidepressivas, classe mais utilizada nos transtornos de ansiedade. Para tratar momentos de crise, para acelerar o tratamento e para tratar comorbidades, o especialista poderá recomendar ainda outros medicamentos.

Terapia comportamental faz parte do tratamento da agorafobia


O paciente com agorafobia também deverá adotar medidas não farmacológicas. “A agorafobia pode ser tratada por diversas abordagens psicoterapêuticas. A proposta de tratamento da
terapia comportamental é, primeiramente, analisar os comportamentos relacionados ao transtorno, como evitação ou esquiva e fuga de situações geradoras de pânico, que é o ponto mais forte da ansiedade”, informa a psicóloga Lilian Boarati.

Depois dessa análise, o profissional poderá propor a exposição imaginária e também real às situações que causam desconforto, ansiedade e pânico ao paciente. Tudo é feito de forma gradativa, começando por situações que provocam menos sofrimento até chegar naquelas que causam muita ansiedade. A prática regular de atividades físicas e a eliminação do consumo de café e cigarros também são indicadas.

Dr. Miguel Angelo Boarati é psiquiatra formado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP e atende em São Paulo. CRM-SP: 85105

Ma. Lilian Boarati é psicóloga analista do comportamento, especializada no tratamento psicoterapêutico do TOC e acomodação familiar e atende em São Paulo. CRP-SP: 64435 http://www.lilianboarati.com.br/

Foto: Shutterstock

TAGS
ansiedade
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

3 comentários para "O que é agorafobia? Transtorno psíquico está relacionado à ansiedade"

Leila

Parabéns pelo excelente conteudo informativo e claro que os cuidados pela vida tem proporcionado. Estou aprendendo cada vez para audácia pesso aluno e da minha filhá com patologia de transtornou de personalidade de BORDELINE. Se possivel favor comentar sobre o transtorno citado acima. Grata

betania pereira

muito bom saber desse assunto,pois sofro e tomo remédio para ansiedade ha mais de 3 anos,preciso de mais informaçoes e ajuda,por favor!

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Betania, ficamos felizes que tenha gostado! Fique ligada para receber mais informações como essa. Abraço.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.