É possível se prevenir do Mal de Alzheimer?


  • +A
  • -A

Apesar do Alzheimer ser uma doença genética, há fatores ambientais que também podem contribuir para o seu desenvolvimento. Evitá-los, portanto, pode ser uma boa medida preventiva. “Os fatores de risco modificáveis podem ser combatidos, o que pode prevenir ou retardar a doença de Alzheimer”, afirma o geriatra Ricardo Komatsu. Para isso, é importante adotar hábitos de vida saudáveis.

Práticas saudáveis para prevenir o Alzheimer


Conforme aponta o médico, os pilares da saúde cerebral são: atividade física regular e programada; alimentação saudável, diversificada e balanceada; acompanhamento médico e controle das doenças crônicas como hipertensão, diabetes e depressão; sono repousante; atividades intelectuais que desafiem a cognição;
e a interação social positiva com familiares, amigos e companheiros.

Apesar dessas medidas preventivas realmente ajudarem, o Alzheimer pode surgir mesmo com a adoção delas. “Infelizmente, isso pode ocorrer. Entretanto, os fatores de risco genéticos não determinam por si só a doença e muitos estudos ainda estão tentando elucidar de forma definitiva a sua etiologia. Ou seja, é essencial valorizar mesmo assim o combate aos fatores de risco modificáveis”.

Níveis de prevenção do Alzheimer


O ideal é que a prevenção contra o Alzheimer seja iniciada ainda na infância
, porém, quem não conseguiu isso pode e deve começar a adotar hábitos saudáveis durante a vida adulta mesmo. “É melhor que seja assim do que simplesmente desistir de praticar a prevenção apenas por achar que já está tarde para isso. O momento da prevenção tem que ser agora!”.

Segundo o especialista, os níveis de prevenção são divididos em primário, secundário e terciário. No primeiro, tenta-se evitar a doença pelo controle dos fatores de risco. O segundo é marcado pelo diagnóstico da doença em sua fase inicial, e tratamento adequado com medicamentos apropriados. Já no último, combate-se as complicações, reduzindo o impacto familiar, social e econômico.

Dr. Ricardo Komatsu é geriatra, médico clínico e chefe da Disciplina de Geriatria e Gerontologia da Faculdade de Medicina de Marília (SP). CRM-SP: 56604

Foto: Shutterstock

TAGS
alzheimer
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

3 comentários para "É possível se prevenir do Mal de Alzheimer?"

Marco Antonio

Quais os primeiros sintomas do Alzheimer?

ANA LUCIA

OLHA MINHA MAE AO 75 ANOS ESQUECEU AONDE MORAVA AO DESCER DO ONIBUS DEPOIS COMEÇOU A SER REPETITIVA E AGORA AOS 80 NÃO SE LEMBRA DE MAIS NADA MAS FIZ UM CURSO DE CUIDADOR POR CAUSA DELA MAS ACHEI UM MEDICO ESPECIALISTA EM ALZHEIMER MAS NEM ELE CONSEGUIU A ENTENDER ELA , ELA NÃO SE LEMBRA DE NADA NEM DOS FILHOS A MAIORIA DAS PESSOAS COM ALZHEIMER TEM ALGUMAS LEMBRA DO PASSADO ELA NÃO LEMBRA DE NADA POR ISSO NAO SABEMOS QUE ESTAGIO ELA ESTA FAZ XIXI NA CAMA DE VEZ EM QUANDO MAS O ENGRAÇADO QUE SABE QUE NÃO GOSTA DE CRIANÇAS DE ANIMAIS E SE ENVOLVER NA CONVERSA DE OUTRAS PESSOAS ELA FALA DIREITO AS PALAVRAS CERTAS NÃO CONSIGO INTENDER MESMO MINHA NORA CUIDA PARA EU TRABALHAR PQ ACHO MUITO DIFICIL

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Ana Lucia, a musicoterapia, comprovadamente pode trazer memórias passadas e retardar o processo de degeneração. Ler em voz alta, manter calendário e relógio sempre alcançáveis, montar quebra-cabeça e praticar atividade física e/ou fisioterapia são outros exemplos importantes, lembrando que é de suma importância a indicação medica para o inicio de qualquer tipo de tratamento. abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.