A falta de vitaminas é um fator de risco no desenvolvimento do mal de Alzheimer?


  • +A
  • -A

As descobertas feitas pela Medicina, nos últimos anos, têm indicado que a alimentação, especialmente a falta de vitaminas, é um fator que influencia no desenvolvimento do mal de Alzheimer. A doença atinge principalmente os idosos, provocando perda progressiva da memória e das capacidades de raciocinar, comunicar e até de se movimentar.

Deficiência da vitamina B12 pode provocar sintomas do Alzheimer


“Existem estudos em andamento que sugerem uma relação entre o mal de Alzheimer e a deficiência das vitaminas B12 e D, porém, ainda sem uma conclusão definitiva”, explica o geriatra Danilo Yábar. De acordo com o especialista, sabe-se que a falta da vitamina B12 pode simular um quadro demencial e a dosagem desse nutriente é utilizada na investigação da perda de memória.

A suplementação de vitaminas para quem já é mais suscetível à doença pode ser indicada por um médico, mas deverá ser feita com cuidados e seguindo as necessidades de cada paciente. “A suplementação vitamínica tem que ser individualizada, levando em consideração a deficiência. A suplementação vitamínica sem a deficiência não traz benefício ao paciente”, afirma o profissional.

Idade e estilo de vida podem favorecer desenvolvimento do Alzheimer


Existem, no entanto, alguns
fatores que influenciam a doença com maior comprovação científica. É o caso da idade, como explica o geriatra: “A idade é o principal fator de risco, ou seja, quanto mais velhos ficamos, maior a chance de desenvolver o mal de Alzheimer”. Como as mulheres vivem mais que os homens no Brasil, há uma percepção de que o sexo feminino é mais atingido pela doença.

Outros fatores de riscos citados por Yábar são o estilo de vida do paciente, altos níveis de estresse, colesterol e homocisteína, um aminoácido encontrado no plasma do sangue, obesidade e baixo nível de escolaridade. Manter a mente ocupada, se alimentar bem, praticar atividades físicas e controlar o estresse são, por outro lado, formas de prevenir o mal de Alzheimer.

Dr. Danilo Yábar é geriatra pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), chefe do Serviço de Cuidados Paliativos do Hospital de Câncer de Mato Grosso e atende em Cuiabá (MT). CRM-MT: 5993

Foto: Shutterstock

TAGS
alimentacao
alzheimer
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

9 comentários para "A falta de vitaminas é um fator de risco no desenvolvimento do mal de Alzheimer?"

Sulamita Gonçalves dos Santos

Muuuito bom, temos q ter uma boa alimentação p/termos boa saúde. Tenho 64 anos.

José Novaes

De fato. Só pode entender esse mal quem já passou pela experiencia. Parabéns pela iniciativa.

Lucia Helena

Gostei muito, muito mesmo dessa informação sobre Alzheimer. Eu nunca ia imaginar que falta de vitaminas tivesse influência com essa doença. Agora vou ficar alerta…..

Marta Barbosa da Costa Nunes

Informações bastante úteis. Ótimo alerta para prevenção. Gostei.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Pessoal, ficamos felizes que estejam gostando! Abraços.

Antonia Rosa de Meira

Nao sabia muito bom!!!E bom a gente ficar sabendo minha mãe está com alzheimer.

CUIDADOS PELA VIDA

Ola Antônia! Que bom que gostou da matéria, estamos sempre a disposição. Abraços!

Lucia

Muito interessantes essas informações……. amei

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Lucia, continue por aqui para receber essas e outras informações. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.