AchèAchè
    search
    Título

    Você conhece o processo de perda de sustentação da pele? Saiba mais!

    Uncategorized

    Por

    A pele é o maior órgão do corpo e, assim como o todo o resto do organismo, passa por uma série de transformações ao longo dos anos. Nos adultos, ela deixa de lado a aparência lisa e fina típica da infância para se tornar mais oleosa e grossa, chegando na transição para a terceira idade com perda da firmeza e redução da elasticidade. E se você puder evitar isso, seria ótimo não é verdade? Outra marca do envelhecimento é a perda de sustentação da pele. 

    Perda de sustentação da pele está ligada ao colágeno


    Segundo a dermatologista Bruna Fanton Gallo, o envelhecimento do corpo ocorre em todos os níveis, como ossos, músculos e compartimentos de gordura. Na pele, é a perda de colágeno, a partir dos 25 anos de idade, que conduz às principais mudanças: “O colágeno é o grande responsável pela sustentação da pele em si e sua concentração diminui progressivamente ao longo dos anos”, afirma a médica. 

    O colágeno é a proteína mais abundante do corpo humano e está presente na composição do cabelo, ossos, dentes e cartilagens. Na pele, participa do processo de cicatrização e ajuda a mantê-la hidratada e, ao mesmo tempo, resistente e elástica. Por isso, quando a queda na sua produção começa, a pele vai adquirindo um aspecto de flacidez e opacidade. 

    Vale lembrar ainda que, além da redução da quantidade de colágeno, existem outros fatores que aceleram a degradação e a perda de sustentação da pele. São eles: exposição ao sol sem proteção, tabagismo, poucas horas de sono, estresse e uma alimentação ruim e com poucas proteínas. Evitar esses problemas é fundamental para a prevenção do envelhecimento precoce da pele. 

    Como combater o envelhecimento da pele


    Já o tratamento para a perda de sustentação da pele é feito estimulando a
    produção de colágeno. “Utilizamos os bioestimuladores injetáveis, como o ácido polilático e a hidroxiapatita de cálcio, lasers e outras tecnologias, como o ultrassom microfocado, radiofrequência e microagulhamento”, afirma a dermatologista. Cremes com ácido hialurônico e silício orgânico, nutricosméticos orais e ativos que estimulam a produção de elastina também são importantes para combater os sinais do envelhecimento. 

     

    Foto: Shutterstock

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes