AchèAchè
search
Título

Vitamina D: uma importante aliada no controle de doenças respiratórias no inverno

Suplementos

Por

19 de outubro de 2023

A vitamina D é um nutriente essencial para a saúde e o bem-estar do corpo e sua deficiência está associada a algumas doenças. Dentre elas, as infecções respiratórias, favorecidas pela baixa imunidade, pelo clima de inverno e pela falta de vitamina D. O pneumologista José Eduardo Martinelli explicou a relação entre o nutriente e as doenças respiratórias e como utilizá-la a seu favor. 

Vitamina D: para que serve? Saiba o que ela pode evitar

A vitamina D tem função importante no corpo humano. É ela a responsável pela regulação de minerais como o fósforo e o cálcio, além de ajudar na formação e fortificação de ossos e dentes. Ela também funciona no fortalecimento da musculatura e na redução de inflamações no organismo. Segundo Dr. Martinelli, a descoberta do nível desejável desse nutriente no sangue é recente, bem como a descoberta da contribuição dele para qualquer outra doença que não seja osteometabólica. 
Com relação às doenças respiratórias, o pneumologista evidencia que a vitamina D tem um caráter preventivo: “Sabemos que manter um nível maior do que 25 nanogramos por decilitro de sangue é o ideal, pois com doses menores pode haver uma facilitação de infecções respiratórias ou outro tipo de infecção. Os trabalhos mostram que manter esse nível significa ter mais proteção, embora isso ainda seja especulativo”. 
No inverno, a manutenção desses níveis de vitamina D se mostra importante: “O inverno tem relação direta com as doenças respiratórias, virais ou bacterianas. Se considerarmos que a dosagem da vitamina D acima de 25 é protetiva, é ideal que ela se mantenha na estação”. Entretanto, o médico alerta para a imprecisão das pesquisas: “Os  estudos, apesar de randomizados, não provam que a vitamina D dificulta a instalação de uma infecção respiratória”.

Como driblar a falta de vitamina D no inverno?

Quando há deficiência de vitamina D, é importante verificar com seu médico a necessidade de  reposição do nutriente. “O que se deve fazer quando a vitamina D está baixa é suplementar diariamente ou semanalmente até atingir esse nível ideal. Há alguns alimentos ricos em vitamina D, como frutos do mar. Numa dieta adequada e ideal, não há deficiência de vitamina D, porém muitos não são alimentos do nosso dia a dia. Tomar sol faz todo o metabolismo da vitamina e é fundamental”, recomenda o pneumologista.

 

Foto: Shutterstock

Newsletter
Compartilhamento

Posts relacionados

Artigos
A falta de vitamina D pode provocar anemia? Como é essa relação?

A anemia é uma doença muito comum causada por deficiências no organismo que são detectadas no sangue. Apesar de ter diversos tipos, podemos destacar uma causa importante em alguns deles: a falta de nutrientes essenciais, que podem ser supridos não só pela alimentação, mas também por suplementação oral. Será que a vitamina D é um […]

Artigos
Receita sem lactose: bolo com banana e chocolate

Quem disse que uma receita sem lactose precisa ser elaborada ou trabalhosa? Para quem deseja um lanche da tarde ou mesmo uma sobremesa após o almoço, o bolo de caneca pode ser uma opção. Pensando nos intolerantes à lactose, trouxemos a receita com banana e chocolate utilizando alternativas que não provocam desconforto. Afinal, nada mais […]

Artigos
O que muda na rotina de uma pessoa com intolerância à lactose?

A intolerância à lactose é uma condição que dificulta a digestão de alimentos com lactose por causa da deficiência total ou parcial de uma enzima chamada lactase. Quem vai ao médico e recebe o diagnóstico de intolerância à lactose deve seguir as medidas indicadas pelo profissional para evitar o aparecimento dos sintomas, como excesso de […]

Converse com um dos nossos atendentes