AchèAchè
    search
    Título

    Tempo de duração da herpes – do ínicio a cicatrização

    Herpes
    Sintomas

    Por Dra. Marisa Fujimura

    14 de janeiro de 2020

    O herpes simples é uma doença viral que causa feridas na região da pele. O que se estima é que 90% da população já tenha o vírus em estado latente no organismo, mas a sua manifestação é famosa por ser dolorosa e causar feridas. As crises costumam ser desencadeadas a partir de imunidade baixa ou doenças infecciosas. Entretanto, apesar da ardência e incômodo, a manifestação do herpes tem prazo de validade. 

    Evolução do herpes costuma durar até 15 dias

    A dermatologista Marisa Fujimura esclarece que a crise do herpes possui fases diferentes, que vão evoluindo com o tempo. “O tempo de evolução do herpes simples é em torno de 10 a 15 dias. As fases do herpes são: 

    1. Ardência local ou queimação;
    2. Aparição das “bolhas” de água (vesículas);
    3. Rompimento das vesículas;
    4. Formação de crosta para cicatrização;
    5. Totalizando entre 10 a 15 dias.

    Como o herpes é uma doença que não tem cura, a manifestação das crises e a melhora dos sintomas, bem como a cicatrização, só podem ser intensificadas com o fortalecimento do sistema imunológico, o qual pode ser impactado por diversos fatores. “O sistema imunológico é importante para determinar o tempo de evolução, pois precisamos de células de defesa sadias para combater qualquer doença que apareça, por exemplo, estresse”, argumenta a doutora.

    Tratamento tópico e alimentação ajudam na cicatrização

    O tratamento para o herpes se constitui, basicamente, de medicação tópica para amenizar sintomas como ardência e desconforto e acelerar a cicatrização. “Existem medicações que devem ser ingeridas nas primeiras 48 horas dos sintomas clínicos, para impedir a replicação viral, auxiliando na cicatrização das lesões herpéticas. Há também medicações preventivas com lisina, que impedem recidivas constantes do herpes simples”, conta Fujimura.

    A lisina também está contida em alimentos como leite, soja e carne, então o paciente pode aproveitar os benefícios da substância no controle do herpes nessas fontes. Manter uma alimentação saudável, com nutrientes completos, e se hidratar bastante são outros hábitos que podem prevenir a manifestação da doença. “Cansaço físico e mental, noites mal dormidas, má alimentação, álcool e excesso de exposição solar são fatores agravantes da doença”, finaliza a dermatologista.

    Foto: Shutterstock

    Tags
    alimentação
    cicatrização
    evolução
    herpes
    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes