search
Título

Quem já sofreu um infarto tem mais chances de sofrer outro?

Coração
Meu Corpo

Por

O infarto agudo do miocárdio (mais comumente chamado de ataque cardíaco ou simplesmente infarto) possui alguns fatores de risco para a sua manifestação, tais como idade mais avançada, sedentarismo e obesidade. Além disso, a ocorrência prévia de infarto é outro fator que contribui para que o evento aconteça novamente.  
“Certamente quem já sofreu um infarto tem mais chances de sofrer outro. O paciente que já sofreu um evento do tipo é considerado de alto risco cardiovascular e possui uma chance de novos eventos em 10 anos superior a 10% para mulheres e a 20% para homens”, explica o cardiologista Gabriel Dotta.

Fatores para a ocorrência de um infarto


Os principais fatores relacionados ao infarto agudo do miocárdio são idade, hipertensão arterial sistêmica, diabetes, dislipidemia, tabagismo e história de infarto agudo do miocárdio em familiares de primeiro grau abaixo dos 55 anos para homens e de 65 anos para mulheres. “Estes fatores derivam de um grande estudo populacional iniciado em 1948 na cidade americana de Framingham, Massachusetts”.

A existência desses fatores aumenta a chance de ocorrer eventos cardiovasculares e, por essa razão, são chamados simplesmente de fatores de risco cardiovascular. “Outros fatores como excesso de peso, circunferência abdominal aumentada, sedentarismo, distúrbios do sono e estresse também estão relacionados ao aumento de risco para doenças cardíacas”.

Como prevenir um infarto?


A prevenção pode ser feita de várias maneiras e a atitude de cada um em adotar hábitos de vida mais saudáveis (não fumar, praticar atividade física regular, ter uma dieta saudável, manter o peso ideal) é fundamental. “Para eliminar a possibilidade, deve-se evitar exposição aos fatores de risco cardiovasculares ambientais, dar atenção aos fatores genéticos e mudança de comportamentos de risco”.

Foto: Shutterstock

Newsletter
Compartilhamento

Posts relacionados

Converse com um dos nossos atendentes