search
Título

Qual é a importância dos exercícios na prevenção de doenças articulares?

Doenças dos Ossos
Sintomas

Por

Doenças que afetam as articulações, como é o caso da osteoartrite, não causam somente dor e inchaço, mas dificultam a movimentação do corpo e podem reduzir a qualidade de vida do paciente, dependendo de seu estágio. Uma das formas de evitá-las é fazer exercícios físicos, principalmente os de força. Eles são de extrema importância na prevenção tanto primária quanto secundária de doenças e lesões articulares.

 

Exercícios físicos ajudam a estabilizar articulações

 

“Os músculos que envolvem as articulações servem de suporte para elas. Logo, com músculos saudáveis e fortalecidos, a articulação terá um suporte maior para trabalhar e deslizar com maior eficácia. E, caso já tenha havido alguma lesão prévia, o fortalecimento local irá prover estabilidade, evitando novos episódios e a evolução da doença“, afirma o especialista em Medicina do Exercício e do Esporte Philippe Queiroz.

A musculação é uma dos exercícios mais recomendados para prevenir problemas articulares. “Deve sempre ser trabalhada globalmente. Ou seja, caso se deseje fortalecer o ombro direito, devemos também trabalhar o esquerdo, peitoral e braços”, diz o médico. Todas estas estruturas irão dividir a carga na execução dos movimentos e uma possível falta de balanço da força leva a uma alteração do movimento e de sua função.

 

Musculação deve ser feita com acompanhamento profissional

 

Além disso, o especialista alerta para a necessidade de prestar atenção no impacto, no estresse e na carga em excesso sobre a articulação, na execução errada dos exercícios e na amplitude do movimento realizado. Mesmo atividades diárias básicas podem levar a problemas articulares se forem realizadas erroneamente, como osteoartrite e subluxação.

Caso o paciente já tenha sofrido uma lesão e queira voltar à prática, antes, é necessário ter a aprovação do médico que acompanha o caso. O retorno deve ser feito gradualmente, começando por um trabalho de reabilitação, como fisioterapia, e somente depois dando início a exercícios de força, sempre com o acompanhamento de um profissional.

 

 

 

Foto: Shutterstock

Newsletter
Compartilhamento

Posts relacionados

Converse com um dos nossos atendentes