search
Título

Qual é a importância de corrigir a postura no tratamento da osteoartrite?

Uncategorized

Por

O desenvolvimento da osteoartrite pode ocorrer por diferentes fatores, muitas vezes pela soma de mais de um deles. A herança genética aparece como um fator importante, especialmente quando se fala da manifestação da doença na coluna. Contudo, tentar corrigir outros fatores atuantes, como a postura, ainda é altamente recomendado para tentar frear o processo degenerativo que caracteriza a osteoartrite.

 

Efeitos da postura ruim na saúde da coluna

 

Manter uma postura ruim e movimentos repetitivos no dia a dia contribui significativamente tanto para iniciar quanto para agravar um quadro de osteoartrite na coluna. Neste local específico, a doença compromete toda a unidade vertebral, causando fortes dores. Pode até mesmo provocar hérnia de disco. “A correção da postura é parte fundamental do tratamento da osteoartrite”, afirma a reumatologista Regina Ferreira.  
De acordo com a especialista, deixar de corrigir a postura pode resultar em complicações além da própria osteoartrite. “O paciente que não busca corrigir a postura pode, por exemplo, se abaixar para pegar um objeto no chão e ‘travar’ a coluna vertebral, pinçando um nervo, ou até mesmo realizar um movimento em falso e lesionar um menisco ou ligamento do joelho”, explica.

 

O que se deve fazer para corrigir a postura?

 

Para corrigir a postura, é importante que o paciente busque tomar alguns cuidados simples, mas muito importantes em sua rotina. “Deve-se orientar o paciente a levantar da cama sempre de lado, evitar carregar peso (quando isso for necessário, observar que deve manter a coluna ereta); e levantar da cadeira com apoio, caso já tenha dificuldade de mobilidade avançada”, recomenda Regina.  
Exercícios físicos também são recomendados, pois ajudam no reequilíbrio muscular, fortalecendo a musculatura. “Fazer alongamentos também é importante para corrigir a postura”, completa a reumatologista. Porém, devem ser evitadas as atividades de maior impacto, como flexões de braço e inclinações com carga em tempo, quantidade e intensidade elevadas.   

 

Dra. Regina Ferreira é reumatologista, graduada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos e atende em São Paulo. CRM-SP: 72550
Foto: Shutterstock

Newsletter
Compartilhamento

Posts relacionados

Converse com um dos nossos atendentes