search
    Título

    Quais hábitos de crianças favorecem a entrada de vírus e bactérias no organismo?

    Uncategorized

    Por

    A entrada de vírus e bactérias no organismo das crianças pode ocorrer por diversos hábitos simples, como não lavar as mãos antes de comer, ingerir alimentos de procedência duvidosa e não ter uma dieta saudável, rica em vários nutrientes importantes. Cabe, portanto, aos pais garantir que seus filhos sigam todos os cuidados possíveis para que suas imunidades estejam sempre em alta para combater esses agentes infecciosos.  

    Lavar as mãos e alimentação saudável


    “É preciso tomar certas precauções para que esses microrganismos não nos infectem ou causem doenças. Lavar sempre as mãos antes de comer e após ir ao banheiro; tomar banho todos os dias, secando bem o corpo; manter os ambientes que vivemos bem arejados e limpos para circulação do ar;
    ter uma alimentação saudável e bem balanceada para nos tornarmos resistentes a infecções por esses germes, são alguns cuidados importantes”, indica a imunologista Cláudia Lobo César.
    Os pais devem dar o exemplo e fazer com que seus filhos criem hábitos de vida saudável o mais cedo possível, não apenas para que eles cresçam com hábitos saudáveis, mas também porque a imunidade nos primeiros anos de vida é pouco desenvolvida. “Quanto menor a criança, mais imaturo é seu sistema de defesa, portanto são mais suscetíveis a infecção por esses microrganismos”, afirma a profissional.

    Pais devem ter ainda mais cuidado com filhos bebês


    Em relação aos bebês, os pais devem tomar ainda mais cuidados, evitando, por exemplo, levá-los a lugares fechados com aglomeração de pessoas, caso ainda não tenham completado seu calendário vacinal básico. “A disseminação de vírus e bactérias ocorrem com muito mais facilidade quando os bebês não foram devidamente vacinados”, alerta Claudia.

    O leite materno também é essencial para a imunidade do bebês, principalmente até os seis meses de vida, pois possui vários fatores de proteção que impedem as infecções por vírus e bactérias. “Já as crianças maiores devem buscar sempre se hidratar bem, com água potável. Os pais devem atentar ainda para a lavagem correta de verduras e frutas antes do consumo, para evitar que seus pequenos sejam infectados”, recomenda a médica.
    Dra. Claudia Lobo César é alergista, imunologista e pediatra, formada pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e atende em Itatiba (SP). CRM-SP: 53881
    Foto: Shutterstock

    Newsletter
    Compartilhamento

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes