AchèAchè
    search
    Título

    Prevenção da osteoporose: É possível desenvolver a doença mesmo com consumo adequado de cálcio?

    Doenças dos Ossos

    Por

    De acordo com a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, por mais que a reposição de cálcio seja muito importante no tratamento da osteoporose, isso não substitui o tratamento medicamentoso da doença. Mesmo que o paciente esteja em dia com o consumo deste importante nutriente, os ossos ainda correm risco de fragilização, levando à osteoporose.  

    Consumo de cálcio não impede fraturas


    “É possível desenvolver osteoporose mesmo com a ingestão adequada de cálcio, até porque existe a chance de outros fatores prejudicarem a ação do nutriente. Por exemplo, se você não tiver níveis adequados de vitamina D em paralelo, o cálcio ingerido não será absorvido adequadamente”, explica o geriatra Ricardo Komatsu.

    Portanto, para prevenir o desenvolvimento da osteoporose, é necessário uma série de cuidados que vão além de apenas suplementar suficientemente o cálcio e até mesmo a vitamina D. Ao chegar na velhice, o indivíduo, mesmo tendo ao longo da vida consumido bastante esses dois nutrientes importantes para a saúde dos ossos, pode sofrer com fraturas em função de quedas. As fraturas podem acelerar o desenvolvimento da osteoporose tanto quanto pioram o quadro quando já estabelecido.  

    Formas de prevenção da osteoporose


    “A prevenção deve se iniciar na infância, sendo essencial durante a adolescência. Compreende hábitos que assegurem atingir um pico de massa óssea elevado na juventude e sua posterior conservação ao longo da vida. Além da dieta com ingestão adequada de cálcio, vitamina D e proteínas,
    atividade física regular e evitar fatores de risco, como tabagismo e abuso de álcool, é essencial”, informa o especialista.

    Já na terceira idade, é muito importante evitar a continuidade da perda óssea, as quedas e, em consequência, as fraturas de extremidades. Portanto, seja em casa ou no trabalho, devem ser evitadas as chamadas armadilhas arquitetônicas, facilitadoras de quedas – pisos escorregadios ou desnivelados, iluminação deficiente, falta de apoio adequado (corrimões, travas), entre outras.

     

    Dados da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia: https://sbgg.org.br/osteoporose-a-doenca-silenciosa/

    Foto: Shutterstock

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes