AchèAchè
    search
    Título

    Osteoartrite: Você sabe o que são os esporões? Confira!

    Uncategorized

    Por

    Os esporões são a formação de pequenos segmentos de osso no calcanhar, devido a um processo de calcificação anormal provocado por uma inflamação. Segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), trata-se de um quadro denominado reumatismo de partes moles ou reumatismo extra-articular, que atinge as estruturas que estão em volta das articulações.

    Esporões podem prejudicar a movimentação do corpo


    A condição é resultado de um processo inflamatório, também chamado de entesite, que pode atingir
    tanto a parte de baixo quanto a região posterior do calcâneo, osso próximo à inserção do tendão de Aquiles. O calcâneo é o maior osso do pé e é fundamental para a redistribuição do peso do corpo quando a pessoa anda, corre ou salta. Por isso, o esporão pode afetar a movimentação e causar dores durante esforços físicos.

    “Com frequência, o esporão de calcâneo é assintomático. Mas, quando os sintomas se manifestam, a principal queixa é dor de forte intensamente na região do calcanhar, que alivia com repouso e intensifica com o esforço. É importante mencionar que o esporão não é a causa da dor nos pés e sim a inflamação crônica que se instalou nos tecidos ao redor da lesão óssea”, explica a reumatologista Mariana Ferreira.

    Osteoartrite é um fator de risco para o esporão


    Dra. Mariana ainda alerta para o fato de que algumas doenças articulares podem favorecer o aparecimento do esporão. “
    A osteoartrite é um dos fatores de risco para o desenvolvimento do esporão, assim como o sobrepeso e a obesidade, atividades físicas de impacto, uso de sapatos inadequados e idade acima dos 40 anos”, informa a médica. Outras doenças como a gota, fascite plantar e artrite reumatoide também são consideradas fatores de risco.

    A inflamação e os sintomas podem ser controlados com repouso, compressas de gelo e elevação do pé. Em geral, o tratamento envolve fisioterapia, exercícios físicos e alongamentos específicos para o problema, além do uso de palmilhas ortopédicas para aliviar o impacto e a pressão na região. Vale lembrar que é importante buscar a orientação de um profissional antes de começar qualquer tipo de tratamento e assim que os primeiros sintomas forem notados.

    Dados da Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR): https://www.reumatologia.org.br/doencas-reumaticas/reumatismo-de-partes-moles/

    Compartilhe

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes