search
    Título

    O esforço repetitivo pode levar ao desgaste das articulações?

    Uncategorized

    Por

    O esforço repetitivo é um dos fatores de risco para o desenvolvimento da osteoartrite, especialmente quando está associado a altas intensidades e sobrecarga. Esse esforço gera o desgaste das cartilagens nas articulações e, por consequência, inicia-se o processo que configura o quadro de osteoartrite.  

     

    Esforço repetitivo e osteoartrite

     

    “O esforço repetitivo pode levar ao desgaste das articulações, embora possa comprometer também tecidos moles (como o muscular). Esse esforço excessivo pode gerar a osteoartrite, levando à degeneração da cartilagem que recobre os ossos”, afirma o geriatra Ricardo Komatsu.

    Apesar da repetição ser algo que contribui para acarretar todos esses problemas, é preciso que haja também um excesso no movimento. Os riscos de um esforço repetitivo, porém leve, prejudicar as articulações e gerar um quadro de osteoartrite são significativamente menores. “É possível realizar por anos esforços repetitivos sem que isso acarrete em doença desde que estes não sejam excessivos”, completa o médico.

     

    Prevenção e tratamento da osteoartrite

     

    Portanto, para evitar que esforços realizados rotineiramente levem à osteoartrite, basta cuidar para que eles se mantenham entre os graus leve e moderado. Isso vale tanto para tarefas domésticas e profissionais quanto para atividades físicas, como corrida, musculação e esportes. Apesar dessa orientação, não é recomendado parar de realizar exercícios, pois o estímulo físico, quando feito corretamente, é muito útil na prevenção e tratamento da doença.  

    “As principais medidas para evitar problemas articulares e a osteoartrite são o controle do peso e a manutenção de atividades físicas adequadas, de modo a não sobrecarregar as articulações”. Quando o paciente já foi diagnosticado com a doença, o uso de medicamento passa a ser essencial para que seja possível retardar o avanço do desgaste e amenizar os sintomas.

     

    Foto: Shutterstock

    Newsletter
    Compartilhamento

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes